Oi, o que você está procurando?

MINAS GERAIS

Polícia conclui inquérito de homem que divulgou vídeo falso sobre o Ceasa

Gravação foi feita em março, no início das medidas de isolamento social, e alertava para "risco de desabastecimento"; Bolsonaro chegou a publicar o vídeo

A investigação da Polícia Civil de Minas Gerais concluiu que um vídeo divulgado em março, mostrando a Ceasa (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais), em Contagem, supostamente vazia e alertando para “riscos de desabastecimento em virtude das medidas de isolamento” foi produzido com a intenção de enganar. Edson Venâncio, de 48 anos, responsável pela gravação, foi autuado e responderá por contravenção penal.

O inquérito deu conta de que Venâncio manipulou as gravações para dar a impressão de que a Ceasa estava vazia. Entretanto, câmeras de segurança mostraram que o vídeo foi feito no momento de fechamento do estabelecimento, quando os produtos são retirados e estocados. Na época, a versão de Venâncio foi desmentida pela imprensa.

O caso aconteceu em março, logo no início das medidas de isolamento social. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a compartilhar o vídeo em redes sociais, mas apagou e pediu desculpas.

Na época, Venâncio foi ouvido pela Polícia Civil e afirmou não esperar que “o material ganhasse tamanha proporção” e muito menos que “chegasse até Bolsonaro”.

Edson Venâncio responderá pela Lei de Contavenções Penais. O caso está no Juizado Especial Criminal de Contagem, que pode condená-lo a prisão ou pagamento de multa.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
32