Oi, o que você está procurando?

Penápolis

Corpo de homem nu encontrado em canavial é identificado

Vítima era o aposentado Antônio Gomes da Silva, de 55 anos, que estava desaparecido desde terça-feira

O corpo de um homem, encontrado na tarde de sábado (22), em Penápolis, foi identificado neste domingo (23). Trata-se do aposentado Antônio Gomes da Silva, de 55 anos, que estava desaparecido desde a última terça-feira (18).

O filho da vítima, um servente, de 31, foi quem reconheceu o cadáver. Ele contou no boletim de ocorrência que Silva costumava sair de casa para fazer uso de bebidas alcoólicas e, com isso, demorava para voltar, além de ter problemas de saúde.

Preocupado, o rapaz postou uma foto da vítima nas redes sociais, quando recebeu o telefonema de um policial, informando que uma pessoa com as mesmas características tinha sido encontrada sem vida em um canavial. Ao ver a fotografia, o servente confirmou que era o aposentado.

Investigador

O corpo, que estava sem roupas, foi localizado próximo do Jardim do Lago e, a princípio, não havia sinais de lesões. Segundo o BO, um investigador estava em um posto de combustíveis quando, por volta das 16h30, quando uma pessoa lhe informou que meninos de bicicleta tinham visto uma pessoa caída no canavial.

A propriedade fica às margens da vicinal Sargento Arnaldo Covolan, próximo do laticínio Bonolat. Ainda conforme o que foi relatado ao policial, os garotos não souberam dizer se a pessoa estaria ferida ou morta. O investigador foi ao local, encontrando o corpo sem roupa. Próximo havia uma bermuda e uma camiseta.

Ele entrou em contato no plantão policial e o delegado, acompanhado de outro policial, foi ao canavial. Inicialmente, o cadáver não apresentava ferimentos e as vestimentas encontradas seriam da vítima. Equipe do IC (Instituto de Criminalística) realizou perícia.

O corpo foi recolhido por funcionários de uma funerária e encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame necroscópico e, após a identificação, liberado aos familiares para velório e sepultamento. O caso será apurado pela Polícia Civil.

Por: Ivan Ambrósio/Jornal Interior

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
30