Oi, o que você está procurando?

REDE SOCIAL

Twitter e Facebook suspendem contas de bolsonaristas alvos de investigações de fake news

Alvos de investigações sobre disseminação de fake news, aliados do presidente Jair Bolsonaro tiveram contas em redes sociais excluídas nesta sexta-feira (24), por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A decisão faz parte do inquérito das fake news, que apura ataques a ministros da Corte e disseminação de notícias falsas. Moraes é o relator.

Entre os perfis retirados do ar, em redes como o Twitter e o Facebook, estão os de:

-Roberto Jefferson, presidente do PTB
-Luciano Hang, empresário
-Edgard Corona, empresário
-Otávio Fakhoury, empresário
-Bernardo Küster
-Allan dos Santos, blogueiro
-Edson Salomão, assessor do deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia
-Winston Rodrigues Lima
-Reynaldo Bianchi Júnior
-Sara Giromini
-Enzo Leonardo Momenti

Em maio, eles foram alvos de busca e apreensão autorizadas pelo ministro, em desdobramento do inquérito.

Na época, Moraes determinou o bloqueio de contas em redes sociais de 16 investigados. No dia 22 de julho, Moraes cobrou das redes sociais a exclusão da contas determinadas em maio. O ministro chegou a estabelecer uma multa de R$ 20 mil por dia em caso de descumprimento.

Advogados dos alvos disseram à TV Globo que recorreram da decisão do ministro do STF.

Em nota divulgada nesta sexta, o Twitter disse que “agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)”.

O Facebook, também por meio de nota, afirmou que “respeita o Judiciário e cumpre ordens legais válidas”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
29