Oi, o que você está procurando?

estudo

Pacientes recuperam o olfato e o paladar após enfrentarem a Covid-19?

Uma pesquisa apontou que 49% dos pacientes recuperaram totalmente o olfato ou o paladar e 40% melhoraram

A perda do olfato ou do paladar, conhecida como anosmia, foi reconhecida como um dos principais sintomas da presença do vírus em muitos pacientes, mas um novo estudo descobriu que nem sempre voltam.

Cerca de 10% das pessoas que perderam o olfato e o paladar devido ao novo coronavírus nunca os recuperaram, diz um novo estudo publicado na revista JAMA Otolaryngology – Head and Neck Surgery.

Segundo a BBC, a pesquisa italiana descobriu que 49% dos pacientes recuperaram totalmente o olfato ou o paladar e 40% melhoraram, mas o restante relatou que os sintomas permaneceram os mesmos ou pioraram.

Para chegar a esta conclusão, a equipe estudou 187 italianos que estavam infectados, mas não estavam doentes o suficiente para serem hospitalizados. Eles foram convidados a avaliar o olfato ou o paladar logo após serem diagnosticados e um mês depois.

Anunciante

Do total de 113 que relataram uma mudança no olfato e/ou paladar, 55 disseram ter recuperado completamente, 46 relataram melhorias nos sintomas e 12 disseram que os seus sintomas estavam inalterados ou piores. Aqueles que relataram sintomas graves disseram ter levado mais tempo para melhorar.

A professora Claire Hopkins, uma das investigadores, disse que a sua equipe se encontra fazendo mais pesquisas sobre pessoas com sintomas duradouros. “Os dados de outras doenças virais, e alguns dos novos dados que estamos recolhendo, sugerem que a grande maioria das pessoas ficará melhor, mas para alguns a recuperação será lenta”, disse a professora à BBC.

“Para as pessoas que recuperam mais rapidamente, é provável que o vírus tenha afetado apenas as células que revestem o nariz”, argumenta. “Para pessoas que recuperam mais lentamente, pode ser que o vírus também tenha afetado os nervos envolvidos no cheiro. Pode levar mais tempo para que essas células nervosas se reparem e se regenerem”, acrescenta.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!



Anunciante