Oi, o que você está procurando?

Operação Flashback

Megaoperação policial cumpre 212 mandados em 11 estados brasileiros

Polícia Federal

Uma megaoperação policial integrada foi deflagrada na manhã desta terça-feira (28) para cumprir 212 mandados de busca e apreensão e de prisão em Alagoas e mais 10 estados contra integrantes de facção criminosa.

Dos 212 mandados judiciais expedidos, 98 foram expedidos em Alagoas. Desses 73 foram expedidos em Maceió. O restante dos mandados foram expedidos em Pernambuco, Ceará, Bahia, Paraíba, Piauí, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais.

No total, mais de 1000 policiais participam da operação em todo o país.

A operação denominada Flashback conta com Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), através da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), o Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Alagoas (SSP/AL), a Polícia Federal, a Polícia Civil de Alagoas, por meio da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), e a Polícia Militar de Alagoas, por meio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

Anunciante

Outra operação
Simultaneamente, a Polícia Federal (PF), através da sua Delegacia de Repressão a Entorpecentes também deflagrou a Operação Njord, com objetivo de cumprir 39 mandados de prisão e 25 de mandados de busca e apreensão em Maceió, São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, também com objetivo de desarticular uma facção criminosa.

As damas do crime
Nas investigações policiais, ficou comprovada uma maior participação de mulheres ligadas a facção criminosa, ocupando cargos de liderança. De acordo com os levantamentos minuciosos da referida unidade da Polícia Civil de Alagoas, as mulheres têm perfil igualmente violento quanto o dos homens da facção quando definem julgamentos ocorridos nos tribunais do crime.

Na operação Flashback I, apenas sete mulheres foram presas, nesta segunda fase, 40 mulheres são alvos de mandados de prisão e busca e apreensão, que correspondem a 18% do total de alvos da operação.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!



Anunciante