Oi, o que você está procurando?

dicas

Julho Laranja serve para alertar sobre a saúde bucal na infância

Especialista fala sobre principais problemas relacionados à falta de higiene e dá dicas de como manter hábitos saudáveis desde cedo

O mês de julho é marcado pela campanha ‘Julho Laranja’, que foi criada com o objetivo de sensibilizar a população sobre os cuidados ortodônticos já na primeira infância. O público alvo são as crianças, mas também estão incluídos os pré-adolescentes e adolescentes que não tiveram acesso a tratamentos odontológicos e ortodônticos corretos.

De acordo com a cirurgiã-dentista Andressa Rossi Ferreira, de Araçatuba (SP), a primeira visita ao dentista deve ocorrer ainda quando se é um bebê, antes mesmo do surgimento dos primeiros dentinhos. “Nesse momento, nós orientamos os pais ou responsáveis sobre a higiene da boca como um todo, para evitar o desenvolvimento de cáries e outras doenças bucais”, explica.

“Ainda na primeira infância, antes da troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes, nós realizamos o diagnóstico de má oclusão, caso haja, e o uso do aparelho ortodôntico pode se fazer necessário. O quanto antes forem tratadas essas más oclusões, melhores serão os resultados”, diz Andressa. A cirurgiã-dentista afirma que, com o diagnóstico precoce, o especialista evita o crescimento inadequado dos ossos e dos músculos da face, deglutição atípica e interposição inadequada da língua do paciente.

“A prevenção é o mais alto nível de bem-estar que o ser humano pode experimentar na área da saúde, incluindo a bucal”, ressalta a especialista. Os cuidados diários preventivos, como uma boa escovação e o uso correto do fio dental, ajudam a evitar que problemas dentários se tornem mais graves.

Orientações básicas

Os dentes devem ser escovados pelo menos três vezes por dia, após as principais refeições (café da manhã, almoço e jantar), e o fio dental deve ser utilizado em, no mínimo, uma dessas escovações.

“Utilize um antisséptico ou enxaguante bucal, sem álcool, após escovar os dentes para eliminar as bactérias responsáveis pela formação de placas e prevenir o mau hálito”, orienta Andressa. “Essas regras valem para todas as pessoas, por ser uma forma universal de se cuidar e se prevenir das doenças bucais”.

É importante também aproveitar os momentos da escovação dos dentes para observar se existem lesões (manchas, caroços, inchaços, placas esbranquiçadas ou avermelhadas, feridas), principalmente na língua, bochecha, lábios, céu da boca, embaixo da língua ou na garganta.

“As lesões bucais mais comuns são feridas provocadas por próteses removíveis (dentaduras), aftas, herpes labial e inflamações gengivais. Todas estas são benignas. Entretanto, em alguns casos, o câncer pode ocorrer na boca”, alerta a cirurgiã-dentista.

De forma geral, a orientação dos dentistas é que o paciente deve ir ao consultório pelo menos duas vezes por ano. E, ao observar qualquer diferença, alteração ou desconforto, deve procurar um profissional imediatamente para evitar que coisas simples se tornem algo maior e desagradáveis.

Problemas mais comuns

Cárie: desintegração do dente provocada pela higiene inadequada, ingestão de doces e carboidratos ou, ainda, por complicações de outras doenças que diminuem a quantidade de saliva na boca. (Ex.: pessoas em tratamento quimioterápico ou radioterápico para o câncer).

Mau hálito: tem várias causas, dentre elas: higiene bucal inadequada (falta de escovação adequada e falta do uso do fio dental); gengivite; ingestão de certos alimentos como, alho ou cebola; tabaco e produtos alcoólicos; boca seca (causada por certos medicamentos, por distúrbios e por menor produção de saliva durante o sono); doenças sistêmicas como câncer, diabetes, problemas com o fígado e rins.

Gengivite: inflamação da gengiva provocada pela placa bacteriana.

Placa bacteriana: é o conjunto de bactérias que coloniza a cavidade bucal. A placa bacteriana fixa-se principalmente nas regiões de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície dos dentes de trás, provocando cáries e formação de tártaro.

Tártaro: é o endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!