Oi, o que você está procurando?

PROTESTO

Funcionários dos Correios de Araçatuba ameaçam greve

Os trabalhadores dos Correios de Araçatuba estão mobilizando uma greve, de 24 horas, para a próxima terça-feira (07). O objetivo da ação é denunciar más condições de trabalho, e sair em defesa da saúde dos funcionários e da população em geral.

De acordo com o Sindicato dos Correios de Araçatuba, os trabalhadores estão preocupados com a mudança de material e de funcionários, causadas pelo fechamento de uma das agências da cidade, por corte de gastos básicos como energia, consumo de água e aluguel. A expectativa é de 80% de adesão entre os carteiros.

“A agência localizada na Rua Antônio Gomes do Amaral atuava com 30 funcionários que serão distribuídos entre outras duas unidades, uma localizada no centro – que já comporta 31 trabalhadores – e a outra no Bairro São Joaquim, com 35”, diz Silvio Prudêncio, Diretor Sindical da Base dos Correios de Araçatuba.

Para ele, “o fechamento da unidade e a soma dos funcionários surgem num mau momento em que a pandemia vem se fortalecendo no município”.

“O principal problema é a aglomeração, que aumenta o risco para os trabalhadores e para a população. A empresa poderia fechar a unidade, mas após a pandemia como estava combinado. Também, tem o fato de que um destes prédios não tem condições nenhuma de estar funcionando com quem esta lá, imagina receber mais funcionários”, afirma Prudêncio.

CORREIOS

Em nota, Os Correios afirmam que em relação a unidade de distribuição localizada na Rua Antônio Gomes do Amaral, “ela não será fechada, será incorporada pelo Centro de Entregas de Encomendas da cidade. O objetivo principal é otimizar os recursos operacionais. Com a fusão, o prédio da rua Antônio Gomes do Amaral será desocupado e devolvido ao proprietário. Todas as providências administrativas e operacionais já foram tomadas manter a qualidade da distribuição”.

Os Correios reiteram que, desde o mês de março, vêm adotando sucessivas medidas de proteção à saúde de seus empregados, clientes e fornecedores, em função da pandemia. “

A empresa disponibiliza álcool gel e máscaras laváveis para todos os empregados; houve a instalação de placas de acrílico em toda rede de atendimento; e também será providenciada a vacinação contra gripe para todos os empregados. Além disso, solicitou o reforço constante da limpeza e higienização de unidades e equipamentos. Dessa forma, a estatal tem garantido a prestação dos serviços postais, considerados essenciais pelo Decreto nº 10.282/2020 da Presidência da República”, ressalta.

“Destacamos ainda que, nos centros operacionais, as estações de trabalho também estão organizadas para manter o distanciamento. Nas entregas, também está suspensa a assinatura dos clientes – o recebimento de encomendas é confirmado por meio de dados e foto do recebedor”, enfatiza a nota.

“Os Correios estão acompanhando a situação de saúde dos seus empregados, prestando o apoio necessário e, também, atuando para garantir o bom funcionamento das atividades operacionais. As orientações da empresa aos casos suspeitos de covid-19 permanecem válidas. Os Correios também têm providenciado ações de sanitização em todas as unidades”, completa.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!