Oi, o que você está procurando?

Aplicativo da Caixa

Em novo dia de instabilidade, usuários reclamam de falhas no app Caixa Tem

Pessoas reclamam até de 'sumiço' de contas. Caixa diz é possível concluir operações, apesar das 'intermitências'.

Usuários do aplicativo Caixa TEM, da Caixa Econômica Federal, usam as redes sociais nesta quinta-feira (2) para apontar falhas na ferramenta, fundamental para uso dos recursos repassados pelo governo federal durante a crise do novo coronavírus.

A hashtag #CaixaTemNAOFUNCIONA no Twitter reúne relatos de problemas dos usuários, desde “sumiço” de contas a alto tráfego de acessos. Procurada pelo G1, a Caixa diz que “clientes e beneficiários estão conseguindo concluir as operações, apesar das intermitências.

“A Caixa esclarece que nesta primeira semana de julho, em que ocorrem os processamentos de fechamento e início de mês, somados aos lançamentos dos créditos dos benefícios emergenciais e folhas de pagamento mensais, alguns serviços podem apresentar intermitência momentânea”, diz o banco em nota.

Nesta semana, é a segunda vez que o aplicativo Caixa TEM figura entre os assuntos mais comentados das redes sociais. Na segunda-feira (29), houve dificuldades de acesso no dia em que a Caixa começou a fazer a liberação emergencial dos novos saques do FGTS. O crédito em conta para 4,9 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro, somavam mais de R$ 3,1 bilhões.

Anunciante

Caixa paga mais um lote do auxílio emergencial para 6,8 milhões

Acontece que desde sábado (27), e até 4 de julho, novas parcelas do Auxílio Emergencial estão sendo depositadas nas contas da poupança social digital, acessada pelo Caixa TEM, para os três lotes de inscritos no programa. Nesta quinta-feira (2), mais 6,8 milhões de trabalhadores recebem o benefício.

Na segunda, a Caixa disse, em nota ao G1, que o app apresentou “intermitências pontuais” na funcionalidade de pagamento de boletos, devido ao alto volume de solicitações. “Todavia, os usuários puderam concluir as operações em novas tentativas ao longo do dia com a normalização do volume.”

A reportagem do G1 constatou que as reclamações diminuíram naquela tarde, mas voltaram a acontecer nesta quarta-feira. Veja abaixo alguns dos relatos.

Anunciante

Anunciante

Anunciante

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!



Anunciante