Oi, o que você está procurando?

ciência

Começam ensaios clínicos de vacina criada na Austrália

Os pesquisadores irão medir as reações dos participantes que serão monitorados durante um período de 12 meses

Segundo os investigadores, 120 voluntários da cidade australiana de Brisbane receberam a primeira dose de uma potencial vacina contra o novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da doença da Covid-19.

Trata-se de um de vários ensaios clínicos que estão sendo conduzidos na Austrália, incluindo outro que envolve igualmente pesquisadores da Universidade de Queensland (UQ).

O ensaio, no qual voluntários serão injetados com duas doses a cada quatro semanas, irá examinar a segurança da resposta imunológica da vacina, conforme informa o site da ABC News Austrália.

Os pesquisadores irão medir as reações dos participantes que serão monitorados durante um período de 12 meses.

Anunciante

Entretanto, os especialistas esperam que resultados preliminares do estudo sejam divulgados já no final de setembro.

Annastacia Palaszczuk, a primeira ministra de Queensland, afirmou tratar-se de um dia “muito emocionante”. “O plano é que esteja disponível em meados do próximo ano”.

O professor Paul Young, um prestigiado pesquisador na universidade, disse que ainda assim é difícil determinar quando exatamente a vacina estará pronta, mas que estão a apontar para 12 meses.

“De certa forma é difícil dar uma data exata”, contou Young. “O plano é que esteja disponível em meados do próximo ano”.

Anunciante

O professor explicou que a passagem do processo para ensaios clínicos em humanos seguiu-se a um período extensivo de testes pré-clínicos que estavam sendo realizados desde fevereiro.

“Esses testes mostraram que a vacina era eficaz em laboratório na neutralização do vírus e segura para ser administrada em seres humanos”.

Young acrescentou ainda que a parceria que a UQ têm com uma empresa de produção significa que a vacina poderá estar disponível mais cedo.

“Se tudo correr como o planejado, rapidamente iremos avançar para a produção de milhões de doses e avançar o acelerar do processo relativamente à condução de testes clínicos no estágio final, obter aprovação regulamentar, produção a larga escala e distribuição”, concluiu Paul Young.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!



Anunciante