Oi, o que você está procurando?

FLAGRANTE

Advogado é preso após fechar carro da ex na rodovia e agredí-la com golpes de chave de fenda

Vítima disse que em outra ocasião ela foi forçada a tomar uma cartela de medicamento que a fez dormi por 30 horas

Imagem Ilustrativa

Um advogado de 47 anos, morador no bairro Dona Amélia, em Araçatuba, foi preso em flagrante por policiais rodoviários após ter perseguido sua ex-companheira, e, descumprindo medida protetiva, ter tentado matá-la usando uma chave de fenda. A vítima foi perseguida e teve seu carro fechado pelo veículo do advogado na rodovia Elieser Montenegro Magalhães, perto da lagoa 3X, no início da tarde deste sábado (26).

A vítima, uma vendedora de 35 anos, disse à polícia que estava trafegando de carro pela via de Acesso Etelvino Ferreira dos Santos, sentido à rodovia Eliezer Montenegro Magalhães, quando, por volta das 12h40, foi surpreendida pelo seu ex-companheiro, em frente ao antigo Motel Xeque Mate.

O acusado emparelhou seu veículo com o carro da vítima e começou a gesticular gritando que queria falar com ela. Como a mulher já vinha sofrendo ameaças, ela ficou com medo e acelerou o carro seguindo para a rodovia Elieser Montenegro Magalhães, sentido ao rio Tietê. O acusado começou a perseguir a ex-mulher e quando estava perto da lagoa 3X, ele fechou o carro da vítima, que foi parar no acostamento.

Em seguida o advogado parou em frente ao carro dela, e desceu com uma chave de fenda na mão. Ele deu vários golpes até quebrar um dos vidros do carro, e passou a golpeá-la na região do pescoço e tórax. A todo momento ele dizia, “hoje eu vou te matar, vou acabar com sua vida e vou atrás de sua família”. A mulher foi atingida em diversas partes do corpo.

Para se defender ela reagiu e a chave de fenda caiu das mãos do acusado. Ele foi em direção ao carro dizendo que iria pegar uma arma. Neste momento a mulher avançou o veículo empurrando o carro do advogado, que estava a sua frente, e fugiu até um posto de combustíveis, onde pediu ajuda. A Polícia rodoviária foi acionada e compareceu ao local.

CALMANTE

A vítima relatou que em março o advogado havia sido preso e ao deixar a prisão, após breve diálogo, na sua casa, empunhando uma arma , de cor preta, a ameaçou de morte engatilhando a arma. Na ocasião, ele obrigou a mulher a tomar uma cartela de um medicamento chamado Inflax. A vítima disse que ao ingerir o medicamento, ao acordar, percebeu que havia dormido por 30 horas, e não sabe o que pode ter acontecido neste intervalo de tempo.

AMEAÇA

Há uma semana, a vítima soube, por vizinhos do atual namorado, que o advogado estava rondando o bairro perguntando por ela. Há um mês o acusado foi até o local de trabalho da vendedora tentando convencê-la a retirar a medida protetiva.

Ele já foi preso por descumprimento à determinação judicial. A vendedora disse que existem mais de 20 boletins de ocorrência reportando atos de agressões do advogado contra ela. Também foi apresentada e aprendida a chave de fenda usada pelo acusado para atacar a vendedora.

PRISÃO

Ainda durante a tarde, policiais rodoviários conseguiram localizar e prender o advogado, na rodovia Marechal Rondon, em Andradina. Com base nas características do carro, o veículo foi localizado e passou a ser monitorado pela Polícia Rodoviária pelo sistema Detecta. Conforme os registros, o carro do indiciado passou às 15h17 pelo pedágio de Lavínia, para em seguida passar pelo pedágio de Guaraçaí às 16h35.

Os policiais ficaram em alerta caso o veículo passasse pela rodovia Marechal Rondon. Alguns minutos depois, visualizaram o veículo do indiciado e saíram no acompanhamento a fim de capturá-lo. O acusado foi abordado próximo a entrada de Andradina. Ele não esboçou reação, confirmou a sua identidade, além de ter demonstrado ciência do motivo da abordagem policial.

O advogado foi preso em flagrante por lesão corporal, violência doméstica e descumprimento de medida protetiva. O presidente da OAB Andradina acompanhou o registro do caso.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
40