Oi, o que você está procurando?

transporte coletivo

TUA é criticada por vereadores após retirada de pontos de ônibus no Água Branca

Requerimento de autoria do vereador Dr. Alceu (PSDB) questionou a Prefeitura durante a 19ª sessão ordinária da Câmara de Araçatuba

Foto: Angelo Cardoso/Câmara Municipal de Araçatuba

A TUA (Transportes Urbanos Araçatuba) foi alvo de críticas de vereadores durante discussão de requerimento que questiona a Prefeitura sobre retirada de pontos de parada de ônibus no bairro Água Branca. Os questionamentos ocorreram durante a 19ª sessão ordinária da Câmara Municipal realizada nessa segunda-feira (22).

De autoria do vereador Dr. Alceu (PSDB), o requerimento cita que moradores do bairro reclamam da retirada de cinco pontos de ônibus que ficavam na Rua Joaquim Cândido, ao lado do número 2.268; esquina das ruas Antônio Bueno de Camargo e Marcelo Marques da Silva; esquina das ruas Antônio Bueno de Camargo e Dionísio da Costa e Rua Affonso de Paula Souza, próximo ao número 800 e defronte ao número 928.

Conforme o autor, usuários de transporte coletivo do Água Branca ficaram sem atendimento devido à retirada dos pontos, o que está prejudicando bastante os moradores, que agora necessitam percorrer maiores distâncias para pegar o ônibus. “O morador Joaquim Cândido é cadeirante e me mandou um bilhete, dizendo que a situação ficou complicada. Um dos pontos ficava na frente da casa dele”, denunciou Dr. Alceu.

“ABSURDO”

O vereador Professor Cláudio fez a crítica mais contundente à TUA. “Acho um absurdo isso. Que falta de consideração com a população mais pobre. Esse pessoal parece que é desumano. A TUA é sem noção. Ir lá no Água Branca e tirar ponto de ônibus. As coisas em vez de melhorarem para a população que precisa mais dos serviços públicos, pioram”, afirmou.

Professor Cláudio continuou: “É uma palhaçada, uma pouca vergonha da TUA, que precisa fazer uma avaliação e voltar (com os pontos). Aqui os requerimentos não são para acusar ninguém, não, e espero que venha a resposta falando que eles erraram, mas que vão voltar atrás”.

O vereador Denilson Pichitelli (PSL) disse que o questionamento é pertinente. “Reitero as palavras do Professor Cláudio. Realmente, tem que questionar a empresa. Não é de hoje que ela trata os usuários dessa forma. Tem que cobrar mesmo e não deixar fazer esse abuso com a população pobre”, declarou.

A vereadora Tieza (PSDB) citou que entrou em contato com a Prefeitura por causa da retirada do ponto do Guanabara. “Pedimos à Prefeitura que olhem para estes problemas em relação a pontos de ônibus. Isso prejudica demais as coisas para quem depende do transporte coletivo. Embora não seja tão recomendado assim neste momento, o transporte coletivo, é a única alternativa para parte da população. A gente aguarda uma manifestação da Prefeitura, mas mais do que dar resposta ao requerimento, é preciso tomar providências”, disse.

OUTRO LADO

A TUA encaminhou uma nota à reportagem às 16h29 e afirmou que a reclamação não tem procedência. Confira a nota na íntegra:

“Causou-nos estranheza a noticia de que a TUA alterou o itinerário da linha 108, que atende o bairro Água Branca. O itinerário da linha não sofre alterações há anos. Portanto, a reclamação não tem procedência alguma.

Em relação ao atendimento ao bairro Guanabara, informamos que, devido a mudança na mão de direção da Avenida Cussy de Almeida Jr (trecho do pontilhão que cruza a  Rodovia Marechal Rondon), não tivemos outra alternativa para ter acesso a Rua Cristiano Olsen, senão manter o ônibus trafegando pela rua Aguapei, seguindo até a rua Julio Streicher, onde, finalmente, consegue acesso a rua Cristiano Olsen, voltando ao itinerário habitual.”

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!