Oi, o que você está procurando?

Covid-19 Prefeitura Araçatuba

GOIÁS

“Produtor” de skunk preso diz ter aprendido sobre plantio no Youtube

Ele produzia várias variedades da maconha geneticamente alterada e ganharia cerca de R$ 80 mil

Um homem foi preso na segunda-feira (29) suspeito de cultivar maconha geneticamente alterada conhecida como skunk, em Goianira, em Goiás. Na residência dele, a Polícia Militar encontrou uma estufa com 29 pés da planta.

Os policiais foram até o local após denúncia anônima. Após a abordagem, os militares notaram forte cheiro característico de maconha. Já dentro da residência, descobriram que o local funcionava como uma estufa para o plantio.

Os 29 pés de maconha geneticamente alterada foram encontrados quase no ponto de colheita. O homem esperava colher cerca de 1 kg de skunk, que, segundo ele mesmo teria dito aos policiais, seria vendido a cerca de R$ 80 o grama, totalizando cerca de R$ 80 mil.

Youtube

O acusado teria confessado também aos policiais que cultivava a maconha depois de ter aprendido todo o manejo por meio de vídeo do Youtube. Segundo ele, o investimento foi de 10 mil para aquisição e montagem da estufa.

Anunciante

Ele comprou as sementes, insumos e equipamentos pela internet, com a entrega feita no local. As sementes, por exemplo, foram adquiridas no exterior.

Segundo a PM, ele cultivava skunk de várias qualidades, conhecidas como: amnesia, camorra cookies, sour diesel, gorila, blueberry e bruce banger.

O autor foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e encaminhado para a Central de flagrantes em Goiânia.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H






Anunciante
Anunciante
Anunciante