Oi, o que você está procurando?

buritama

Pedreiro é preso por importunação sexual contra mulher com déficit mental

Um pedreiro de 52 anos foi preso em flagrante acusado de importunação sexual contra uma mulher de 35 anos, que tem retardo mental leve. O caso aconteceu na noite desta sexta-feira (5) em Buritama, região de Araçatuba, quando o acusado foi até a casa da vítima para levar sabão caseiro.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima tem “retardo mental leve”, porém, consegue se expressar bem e concluiu o ensino médio. Em contato com a vítima, ela informou que o pedreiro teria ido até sua casa em momento em que estava sozinha, e com o pretexto de levar sabão caseiro que havia sido feito por sua mulher para a mãe da vítima.

Ele entregou o sabão e pediu água, quando a vítima abriu o portão para deixá-lo entrar, ele notou que ela estava sozinha em casa, pois a mãe havia saído para ir até a casa de uma vizinha e ele teria, contra a vontade da vítima, passado as mãos nos seios e na vagina dela.

O acusado ainda teria pedido para a vítima abaixar as calças, o que ela não aceitou e saiu de dentro da casa. Ele teria então dito que não era para a vítima contar o que aconteceu para ninguém e que era para ela falar para a mãe ligar para a mulher dele para conversarem sobre o sabão.

A vítima ainda relatou que em ocasiões passadas ele já teria praticado atos semelhantes, mas ela não disse nada a ninguém, por medo. Quando a mãe da vítima ficou sabendo do ocorrido, foi à Delegacia e acionou a Polícia Militar. Com o apoio de outros policiais, foram até a casa do acusado, o qual negou a prática do crime.

Ele admitiu que havia ido até a casa da vítima para levar o sabão e dito para ela avisar a mãe que deveria ligar para a mulher dele. Diante dos fatos e após ouvir as partes o delegado classificou a conduta do acusado como infração ao artigo 215-A do Código Penal (importunação sexual), vez que conforme testemunho da vítima, o autor teria praticado ato libidinoso com objetivo de satisfação de sua própria lascívia e contra a vontade dela.

O preso foi encaminhado para a cadeia de Penápolis, onde permaneceu detido, à disposição da justiça. Não foi fixado valor de fiança em razão do crime ultrapassar o limite de arbitramento em sede policial.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!