Oi, o que você está procurando?

Homem é preso com drogas e munições no Águas Claras

Um lavador de carros de 20 anos, morador no Jardim Palmeiras, foi preso em flagrante no final da tarde desta quinta-feira (4) em um local conhecido como ponto de venda de drogas, na rua José Maurício de Souza, no conjunto habitacional Águas Claras, acusado por tráfico de drogas. Na ação foram apreendidos 105 pinos contendo cocaína, embalados em sete kits.

Policiais militares faziam patrulhamento pelo bairro quando receberam denúncia de tráfico de drogas que estaria ocorrendo em ponto conhecido nos meios policiais, na Rua José Maurício de Souza, onde um indivíduo pardo, forte, estatura mediana, trajando bermuda jeans e camiseta de time de futebol, estaria vendendo drogas na rua, além de estar guardando entorpecentes em um imóvel no local.

Os PMs foram ao local e encontraram o acusado. Ao ver a aproximação da viatura, ele se comportou de maneira estranha, demonstrando certo nervosismo. Ao ser abordado, um dos policiais encontrou em seu bolso um pequeno saco plástico contendo oito microtubos com cocaína, além de R$20 em dinheiro.

Ao perceber que os policiais tinham conhecimento de que havia drogas na casa, ele tentou evadir-se, mas foi contido e algemado, e começou a gritar, dizendo que os policiais entrariam na casa, certamente para avisar alguém. Os PMs, então, entraram na casa antes que alguém pudesse se aproximar.

Em vistoria no imóvel, que aparentava estar desabitado, a polícia localizou sobre uma cômoda, no quarto, uma sacola plástica contendo 7 saquinhos plásticos com microtubos idênticos aos localizados em poder do acusado, embalados em forma de cotas, ou kits, que totalizaram 97 pinos contendo cocaína.

Também havia diversos saquinhos vazios que seriam utilizados para embalagem. Sobre a mesma cômoda, os policiais localizaram outra sacola plástica contendo centenas de microtubos vazios, da mesma cor. Na gaveta de uma cômoda foram localizadas duas munições intactas, calibre 38 e o documento de identidade RG, do acusado.

Ele assumiu a propriedade das munições e das drogas, negando que seria destinada à venda, dizendo que estava apenas guardando. Com relação às munições, apenas alegou que não possuía arma, não dando outras explicações. Disse também que a casa pertence à sua genitora, a qual está residindo atualmente em São Paulo. Ele foi detido em flagrante e ficou preso à disposição da Justiça.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!