Oi, o que você está procurando?

pandemia

Araçatuba tem mais 11 casos de covid-19 confirmados nesta sexta

O município também registrou, nesta sexta-feira (12), a morte de uma idosa de 92 anos que estava infectada com o novo coronavírus

Junho já soma 97 pacientes infectados, superando o número de casos positivos durante todo o mês de maio, quando houve 89 confirmações da doença

Além de registrar uma morte por covid-19 nesta sexta-feira (12), Araçatuba investiga mais um óbito pela doença, além de outros dois que já estavam sob investigação da Vigilância Epidemiológica do município, que computou 11 novos casos positivos e 16 suspeitos da doença nesta sexta. Outros 107 pacientes aguardam resultado de exame.

Com os novos casos confirmados, junho chega a 97  pacientes infectados, superando o número registrado durante todo o mês de maio, que teve 89 casos.

Desde o início da pandemia, em março, Araçatuba registrou 259 casos positivos e 1.027 notificações. Destas, 593 tiveram exame negativo para o novo coronavírus e 68 foram descartados por não se enquadrarem nos critérios do Ministério da Saúde para a doença. Dos infectados, 149 estão curados.

O número de internados também aumentou: passou de 22 para 25, dos quais 12 estão em leitos de enfermaria e 13 estão na UTI. Destes, nove estão em ventilação mecânica. Outros 215 pacientes estão em monitoramento ou tratamento domiciliar.

ÓBITOS

Com a confirmação de mais uma morte pela doença, Araçatuba passa a computar nove óbitos pelo novo coronavírus, a maioria de idosos. Apenas uma vítima tem menos de 60 anos.

A última morte confirmada é de uma mulher de 92 anos que faleceu na madrugada desta sexta-feira. Ela estava intubada e em ventilação mecânica na UTI Adulto do Hospital Unimed Araçatuba.

O município investiga, ainda, três óbitos pela infecção do novo coronavírus. As mortes ocorreram entre quarta (10) e esta sexta (12). As vítimas são dois homens, de 43 e 90 anos, e uma mulher, de 89, que estavam hospitalizados. Eles tiveram material coletado que será analisado pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!