Oi, o que você está procurando?

fugitivo

Polícia prende homem que estava com a família em carro baleado em Araçatuba

O soldador Rafael Luiz dos Santos Silva, de 31 anos, morador em Valinhos, que dirigia um veículo Astra Hatch, e estava com a esposa e o filho dela, quando foi perseguido e depois espancado após ter o carro baleado por desconhecidos em Araçatuba na última segunda-feira, foi preso neste sábado (30) na rodovia Assis Chateaubriand, em Penápolis. Os policiais descobriram que, além de usar documento do irmão, ele era fugitivo da Justiça e condenado a 19 anos de prisão.

Durante patrulhamento a equipe TOR (Tático Ostensivo Rodoviário) suspeitou de um veículo Ford/Ecosport com placas de Campinas. Durante a abordagem o condutor do veículo, que não portava documentos, se identificou com o nome do irmão, fato que foi descoberto pelos policiais militares rodoviários.

Os policiais também descobriram que o Silva é evadido do sistema prisional de Dourados (MS)  onde cumpria sentença  por roubo, condenado a 19 anos e oito meses de reclusão no regime fechado. O preso apresentava ferimentos na cabeça e no corpo, os quais afirmou que foram provocados durante um roubo em que foi vítima no dia 25 em Araçatuba.

Após pesquisa sobre a ocorrência, a equipe do TOR constatou que o indivíduo também havia passado os dados do irmão para o seu registro. Diante dos fatos o preso capturado foi conduzido à delegacia de Penápolis, onde foi elaborado boletim de ocorrência esclarecendo os fatos e ao final o indivíduo foi encaminhado à cadeia pública da cidade.

ATRÁS DE DROGAS

O soldador de 25 anos e sua companheira, uma manicure de 31 anos, estavam em um veículo Astra atingido por três tiros após ser perseguido na zona norte de Araçatuba na noite de segunda-feira (25). A polícia apurou na ocasião que eles tinham viajado à Araçatuba atrás de drogas, conforme foi relatado à pela mulher. O companheiro dela foi espancado após bater o carro durante a fuga.

A reportagem do Regional Press acompanhou com exclusividade parte da ocorrência com uma transmissão ao vivo pela página do Facebook, dando as primeiras informações no momento em que a Polícia Militar registrava o caso.

AGORA: carro com casal e criança é perseguido e atingido por tiros no final da Jorge Melen Rezek, em Araçatuba. Homem foi espancado por desconhecidos.

Posted by Regional Press on Monday, May 25, 2020

De acordo com relato da manicure, ela e o marido vieram Valinhos (região de Campinas-SP) a Araçatuba em uma casa na rua Antônio dos Santos Lima, no conjunto habitacional Águas Claras, onde eles tinham a informação de que haveria 12 quilos de crack. Na viagem o casal trouxe o filho da manicure, um menino de nove anos.

Ao chegarem no local, no início da noite, eles foram recebidos por uma mulher que os convidou para entrar, confirmando que tinha 12 quilos de crack no interior da casa. A manicure e o soldador desconfiaram de uma movimentação perto do imóvel e com receio, segundo ela, deixaram o local.

TIROS

O casal saiu com o Astra, com placas de Sorocaba, pela marginal Brigadeiro Faria Lima, sentido à Elyeser Montenegro Magalhães. Próximo a um posto de combustíveis o carro do casal foi fechado por um Fiesta, prata. Os ocupantes do Fiesta mandaram o soldador descer do carro. No entanto, ele acelerou e continuou a fuga. No trajeto o carro passou a ser baleado. Na rotatória de acesso à Marcílio Dias, perdeu o controle de direção do carro, que ficou danificado sobre o canteiro.

Ele desceu do veículo e correu, mas foi dominado pelos ocupantes do Fiesta, próximo ao cemitério Recanto de Paz, na rua Wandenkolk, onde foi espancado. A mulher ficou no carro e acionou a Polícia Militar. Depois de algum tempo o soldador retornou ao local, bastante ferido, e foi conduzido pela unidade de resgate do Corpo de Bombeiros para o pronto-socorro municipal. A criança também foi levada ao hospital e segundo a manicure, ele teria batido a cabeça no vidro no momento em que seu companheiro perdeu o controle do carro.

O carro ficou com três perfurações de bala, uma delas no vidro da porta do motorista, bem no rumo da cabeça. Nenhum tiro atingiu os ocupantes do carro, que foi apreendido. A Polícia ouviu as vítimas e em seguida fez a liberação. No momento em que a polícia atendia a ocorrência a manicure havia informado que o marido teria 30 anos.

No entanto na ocorrência constou como 25 anos porque ele apresentou o documento do irmão, o mesmo que tentou se passar na abordagem deste sábado em Penápolis.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!