Oi, o que você está procurando?

mutação do vírus

Pacientes da 2ª onda de contágio na China apresentam sintomas diferentes

Ao observar quadro clínico distinto em doentes do nordeste do país, especialistas sugerem que vírus passou por mutações

Andriy Onufriyenko /Getty Images

Primeiro país a registrar casos de Covid-19, a China já enfrenta uma segunda onda de contaminações provocadas pelo novo coronavírus. Desta vez, o vírus parece persistir por mais tempo no organismo dos pacientes, o que leva os especialistas a acreditar que ele tenha passado por mutações.

Nessa nova fase, os casos estão concentrados no nordeste do país, que já registrou transmissão comunitária nas províncias de Heilongjiang e Jilin. A hipótese dos médicos é de que o vírus tenha chegado pela Rússia.

De acordo com o médico Qiu Haibo, um dos responsáveis por controlar a epidemia em Wuhan, os novos pacientes levam mais de duas semanas para apresentar os sinais da infecção. Essa demora preocupa porque o risco de transmissão aumenta.

Os sintomas também são diferentes. Um menor número de pacientes relatou febre e agora o vírus parece estar mais focado nos pulmões dos infectados. A boa notícia é que a maioria dos pacientes – 90% – não evoluiu para quadros críticos.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H






Anunciante
Anunciante
Anunciante