Oi, o que você está procurando?

Araçatuba

GOE apreende munições e R$ 4,2 mil em casa investigada em esquema de tráfico

Dinheiro, munições e anotações apreendidos em casa investigada em esquema de tráfico de drogas, em Araçatuba

Policiais civis do GOE (Grupo de Operações Especiais), do DEIC/Araçatuba, prenderam uma mulher de 25 anos por posse ilegal de munições de calibre 22 e 9 milímetros em uma ação de combate ao tráfico de drogas, na tarde desta quarta-feira (6), no bairro Rosele, em Araçatuba. Na casa, foram recolhidos R$ 4,2 mil em dinheiro, sob suspeita de ser do movimento do tráfico.

Os policiais já vinham investigando o morador da casa, um jovem de 20 anos, identificado pelas iniciais M.O., suspeito de ser um dos responsáveis pela venda de cocaína nas imediações do Condomínio Vitória.

Em cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela 1ª Vara Criminal, os investigadores foram até a residência suspeita, na rua Noel Rosa. Lá, encontraram a esposa do alvo da investigação, também suspeita de fazer parte do esquema de tráfico.

Ela não quis dizer o paradeiro do marido. Em revista na casa, os investigadores encontraram no guarda-roupas 15 munições intactas de calibre 22 e mais 9 munições intactas do calibre 9mm, além de um saco plastico contendo R$ 4.252,00 em cédulas diversas.

Indagada, a mulher não disse qual a procedência do dinheiro e ainda revelou que ela e o marido estão desempregados. Os investigadores ainda apreenderam anotações com contabilidade do tráfico.

Em seguida, os policiais cumpriram mandado de busca na casa da mãe do suspeito, no Condomínio Vitório, na Rua São Sebastião. Nada de ilícito foi encontrado no local.

O GOE recebeu denúncias de que o acusado seria o responsável por recrutar adolescentes para vender pinos de cocaína nas imediações do Condomínio Vitória.

A investigação apurou que ele repassa cotas de drogas para os menores comercializarem em troca de uma porcentagem em dinheiro sobre as vendas. O acusado não foi encontrado e teve o nome arrolado no auto de prisão em flagrante da mulher. O caso continua sendo apurado.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
36