Oi, o que você está procurando?

Efeito Coronavírus

Estados Unidos suspendem entrada de brasileiros no país

Viajantes que partem do Brasil também não serão aceitos nos EUA

O governo dos Estados Unidos anunciou, neste domingo (24), a proibição da entrada de viajantes oriundos do Brasil, sejam brasileiros ou de outra nacionalidade.

Na sexta-feira, no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde classificou a América Latina como novo epicentro do vírus, dando destaque ao Brasil, a Casa Branca e o Departamento de Estado americano concordaram em oficializar a restrição.

A medida anunciada barra estrangeiros que estiveram no Brasil nos últimos 14 dias. A restrição passou a valer a partir das 23h59, no horário de Nova York. Ainda podem entrar no país aqueles que possuem residência permanente nos EUA, além de cônjuges, filhos e irmãos de americanos e de residentes permanentes. Estrangeiros que possuem visto específicos, como os que representam outros governos, também estarão excluídos da restrição.

“O presidente tomou a ação decisiva para proteger nosso país, ao suspender a entrada de estrangeiros que estiveram no país durante um período de 14 dias antes de buscar a admissão nos Estados Unidos”, diz um comunicado da secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany.

Anunciante

“A ação irá garantir que estrangeiros que estiveram no Brasil não se tornem uma fonte adicional de infecções em nosso país. Essas novas restrições não se aplicam aos voos comerciais entre os EUA e o Brasil”, acrescentou a nota.

Funcionários de companhias aéreas e pessoas convidadas pelo governo dos Estados Unidos para ingressar no país também são exceções no decreto divulgado neste domingo pelo presidente Donald Trump.

Trump já havia dado indícios, há alguns dias, que tomaria essa decisão. O presidente americano se mostrou preocupado com o crescimento dos casos de coronavírus no Brasil.

Trump é considerado o principal aliado internacional do presidente Jair Bolsonaro e tem evitado críticas abertas ao brasileiro, mas deixou claro que não pouparia o país. “Eu não quero pessoas entrando e infectando nosso povo”, afirmou na terça-feira, quando o Brasil ultrapassou a marca de mil mortes diárias por Covid-19.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H






Anunciante
Anunciante
Anunciante