Oi, o que você está procurando?

RIO DE JANEIRO

Enfermeira não consegue respirador no hospital onde trabalha e morre

O estado do Rio de Janeiro já tem 22 profissionais de Saúde mortos por coronavírus. Uma dessas profissionais foi a enfermeira Marluce Barcelos Gomes, de 72 anos, que trabalhava no Hospital do Andaraí, na Zona Norte do Rio, e morreu no domingo (3) sem conseguir um respirador no próprio hospital em que atuava.

Segundo a família, a enfermeira não tinha nenhum tipo de doença e apresentou sintomas leves da Covid-19, como dor de garganta.

Com o agravamento do quadro, ela ficou internada na unidade da Zona Norte e transferida para um hospital em Niterói devido à falta do aparelho que auxilia na respiração. Marluce chegou a ter sinais de melhora, mas não resistiu.

Justiça afasta enfermeiros com mais de 60 anos
Nesta segunda-feira (4), uma decisão judicial da Vara Federal garantiu que todos os profissionais de enfermagem acima dos 60 anos ou integrantes de outros grupos de risco para o coronavírus sejam afastados de funções que exijam contato direto com suspeitos ou confirmados da doença em unidades de Saúde da União.

A decisão, tomada após o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) entrar na Justiça, destaca o elevado grau de risco e a situação dramática vivida pelos profissionais.

Para o juiz federal Francisco Alexandre Ribeiro, “não há justificativa para que a União descumpra suas próprias recomendações técnico-científicas, ainda que se refira a trabalhadores dos serviços considerados essenciais ao combate direto da pandemia”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
30