Oi, o que você está procurando?

sequestro

Pecuarista é assaltado e fica seis horas em poder de bandidos, em Araçatuba

Imagem Ilustrativa

Um pecuarista de 74 anos, morador no centro de Araçatuba, foi assaltado no final da manhã desta terça-feira (17) e ficou seis horas em poder de bandidos, que levaram sua caminhonete e realizaram transações bancárias e saques num total de R$ 36.490,00 de sua conta corrente. Ele ainda foi obrigado a ingerir meia garrafa de rum e foi abandonado em maio a um canavial na zona rural de Araçatuba.

A reportagem do Regional Press apurou que o pecuarista estava em sua fazenda, no bairro rural da Prata, em Araçatuba, vendo uma plantação de capim. De repente surgiram dois homens em uma caminhonete Hilux, branca, pedindo informações. Neste momento um terceiro homem saiu de um canavial e ambos anunciaram o assalto. Um deles estava armado com uma pistola de cano longo.

O pecuarista teve uma toalha jogada sobre sua cabeça e foi colocado no banco traseiro de sua própria caminhonete, uma Amarok. Os bandidos que entraram com ele no veículo foram em direção à rodovia Marechal e depois seguiram para Birigui. Em um trecho do trajeto a vítima ouviu os criminosos negociando a venda de peças da caminhonete com uma outra pessoa. Eles também combinaram de incendiar o que não fosse aproveitado do veículo, para eliminar as impressões digitais que pudessem levar as suas identificações.

Os criminosos pararam para abastecer em um posto na avenida Euclides Miragaia, em Birigui, e depois pegaram a rodovia Deputado Roberto Rolemberg, sentido Buritama, mas entraram na Senador Teotônio Vilella, e foram até o bairro rural Guatambu, onde mais um criminoso entrou no veículo.

Os bandidos voltaram para a rodovia Marechal Rondon sentido Guararapes.Eles pararam em frente de uma propriedade rural perto do assentamento Chico Mendes, na zona rural de Araçatuba, onde dois bandidos armados desceram da caminhonete. Com a aproximação de um veículo de pescador os bandidos disfarçaram, voltaram para a caminhonete e deixaram o local. A vítima também ouviu os criminosos falando sobre roubo de gado e de uma outra caminhonete.

No trajeto a vítima reclamou que estava com sede e os bandidos pararam em uma casa na beira de uma estrada de terra, onde a moradora encheu a garrafa de água dos criminosos. Depois eles seguiram até um bar, onde compraram paçocas e furtaram uma garrafa de rum.

Segundo o pecuarista, após trafegar cerca de 15 minutos em uma estrada de terra, os criminosos pararam em meio a um canavial e o obrigaram a beber meia garrafa de rum. Ele fingiu ter dormido por causa da bebida.

Os bandidos amarraram as mãos do idoso para trás, usando uma corda, deixaram uma garrafa de água e a chave da propriedade ao lado dele e fugiram, recomendando que só deixasse o local ao escurecer. Por volta das 17h o homem conseguiu se soltar e deixou o local a pé. Somente ao chegar na rodovia Marechal Rondon teve ajuda, de três homens, que retornavam de uma pescaria.

Eles mantiveram contato com um filho da vítima, que esteve no local com a Polícia Militar prestando assistência ao pecuarista, que depois foi levado ao plantão policial para registrar a ocorrência. Segundo a vítima, enquanto ele ficou em poder dos bandidos, outro bando estava com seu celular e cartões bancários, e realizaram as transações bancárias.

Eles fizeram dois saques em terminais 24 horas em Birigui, além do pagamento de um boleto no valor de R$ 4.490,00, três transferências, nos valores de R$ 15 mil, R$ 13 mil e R$ 2 mil e dois saques no valor de R$ 1 mil cada.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
35