Oi, o que você está procurando?

POLÍTICA

Páginas de fake news foram editadas em computadores do Senado

Filhos do presidente Jair Bolsonaro chegaram a compartilhar conteúdo da conta, que foi apagada após depoimento na CPMI das Fake News

Comissão Mista da Medida Provisória (CMMPV) nº 871 de 2019, que combate a irregularidades em benefícios previdenciários, realiza reunião deliberativa para apreciação de relatório. Mesa: senador Lasier Martins (Pode-RS); presidente da CMMPV 871/2019, senador Izalci (PSDB-DF); relator da CMMPV 871/2019, deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR); senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Citada pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, a página “snapnaro” foi editada na rede de computadores do Senado por quatros meses, revelou o jornal O Globo. A poucas horas depois do fim da oitiva da parlamentar, a conta foi apagada.

Segundo Joice Hasselmann, além da “snapnaro”, faziam parte do grupo a “presidentebolsonarobr”, a “bolso_feios”, a “bolsolindas”, a “carlosopressor” e a “bolsoneas”.

Na semana passada, outro documento encaminhado pelo Facebook à CPMI revelou que o perfil “bolso_feios” foi criado com um e-mail usado por Carlos Eduardo Guimarães, funcionário do gabinete do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). A conta também foi acessada pela rede de computadores da Câmara. A página saiu do ar na semana retrasada.

A conta no Instagram teria sido usada para disseminação de fake news e ataques a adversários do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Filhos do atual chefe do Executivo, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) chegaram a interagir com a conta suspeita.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
37