Oi, o que você está procurando?

saúde

Exames de pacientes que morreram com suspeita de H1N1 em Araçatuba dão negativo para a doença

Pacientes estavam internados na Santa Casa e morreram no dia 15 de fevereiro

A assessoria de Santa Casa de Araçatuba informou, na manhã desta quarta-feira (11), que os exames dos três pacientes que morreram com suspeita de H1N1 deram negativo para a doença.

As análises foram feitas pelo Instituto Adolfo Lutz a partir de amostras colhidas dos pacientes, que estavam internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

As mortes ocorreram no mesmo dia, 15 de fevereiro, um sábado. Dois pacientes eram de Araçatuba e um de Valparaíso.

Um deles é um homem de 42 anos, residente em Araçatuba, que deu entrada na Santa Casa no dia 14 do mês passado. O outro caso é de uma mulher de 35 anos, também de Araçatuba, que foi internada no dia 10 de fevereiro. O terceiro paciente é um homem de 52 anos, de Valparaíso, que deu entrada no hospital no dia 12 de fevereiro.

Os casos foram notificados às Vigilâncias Epidemiológicas de Araçatuba e de Valparaíso.

H1N1

A gripe H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína, ela se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010.

O H1N1 causa os mesmos sintomas das outras versões do vírus influenza: febre alta, mal-estar, dor de cabeça, espirros e tosse. A diferença estaria no risco de complicações, pois multiplica-se rapidamente no organismo e provoca mais casos graves em jovens, idosos, asmáticos e gestantes, podendo levar à morte.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
41