Oi, o que você está procurando?

Covid-19

4º integrante da comitiva de Bolsonaro testa positivo para coronavírus

Encarregado de negócios na Embaixada do Brasil nos EUA e futuro embaixador, Nestor Forster teve diagnóstico confirmado

Pouco depois de o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) confirmar que testou positivo para o novo coronavírus, na noite desta sexta-feira (13/03), mais um integrante da comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na viagem aos Estados Unidos informou que também foi diagnosticado com Covid-19.

A Embaixada do Brasil em Washington divulgou nota à imprensa sobre a confirmação de que o encarregado de negócios no país, e futuro embaixador brasileiro, Nestor Forster também recebeu o resultado positivo do exame.

Leia a íntegra da nota da embaixada:

“O Secretário de Comunicações da Presidência da República, Fabio Wajngarten, integrante da delegação presidencial em visita oficial aos Estados Unidos, realizada entre 7 e 10 de março, foi diagnosticado com coronavírus Covid-19. O governo brasileiro tem tomado todas as medidas preventivas necessárias, incluindo a comunicação a autoridades norte-americanas sobre a ocorrência.

O encarregado de negócios do Brasil em Washington, Embaixador Nestor Forster, tomou conhecimento na noite de 13 de março que seu teste de laboratório teve resultado positivo para o Covid-19. Seguindo orientação médica, o Embaixador Nestor Forster prolongará sua quarentena, na qual ele já havia se colocado como medida de precaução, por mais duas semanas.”

É o quarto caso confirmado no grupo que viajou com Bolsonaro. O primeiro a ser diagnosticado foi o secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten. Na tarde desta sexta-feira, antes de Nelsinho Trad, e de Forster, a advogada de Bolsonaro, Karina Kufa, havia confirmado que recebera o diagnóstico:

O embaixador Nestor Forster não só esteve no encontro do presidente brasileiro com o colega norte-americano, Donald Trump, como sentou-se à mesa dos dois líderes no almoço em Mar-a-lago.

Trad, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, foi um dos integrantes da comitiva de Bolsonaro na viagem aos EUA. Outro senador, Jorginho Melo (PL-SC), que também esteve no grupo, havia anunciado horas antes que o exame dele dera negativo.

Leia a nota do senador enviada ao Metrópoles e replicada em um tuíte no perfil dele:

“Estive, como todos sabem, a trabalho, representando o Senado Federal na viagem com o presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos. No retorno ao Brasil, fomos todos da comitiva que viajou com o presidente surpreendidos, quando um dos integrantes do voo de regresso foi positivado para o Covid-19. Segui fiel e estritamente os protocolos de quem se enquadra em comunicante de caso. Fiz o exame, que resultou positivo. Serenamente, com fé em Deus, e atendendo todas as orientações dos profissionais de saúde envolvidos nesse enfrentamento, estou em casa com a minha família, guardando o período de isolamento. Não há de se agravar. Com fé em Deus, sempre aprendi que problemas existem para serem solucionados.”

Depois de voltar de viagem, Trad esteve no Senado. Na quarta-feira (11/03), foi um dos participantes do encontro de emergência sobre a crise do coronavírus entre integrantes da cúpula do governo federal com o comando do Congresso, no qual os representantes de Jair Bolsonaro alinhavaram a liberação de mais dinheiro para o combate ao vírus.

Na reunião, estiveram os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), lideranças partidárias de diversas siglas e os ministros da Economia, Paulo Guedes; da Saúde, Luiz Henrique Mandetta; da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira; e da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
91