Connect with us

veja sintomas

Úlcera gástrica: A ‘ferida’ no estômago que pode ser fatal

Publicado

em



De modo a conseguir digerir os alimentos, o estômago produz um ácido extremamente forte, conforme é explicado na página online do hospital CUF. Para que esse ácido não danifique os tecidos existe uma camada de muco que reveste as paredes do estômago, protegendo-as.

Todavia, se por algum motivo, esta camada se torna ineficiente a proteger o órgão, o ácido pode atingir as suas paredes e causar ‘feridas’, ou seja as úlceras gástricas.

Os sinais de alarme a ter em atenção

Conforme a CUF alerta, a sensação de ardor e dor na zona central do abdômen (ou barriga) são os dois sintomas mais comuns de úlcera gástrica.

Este tipo de dor pode surgir na zona central do abdómen, subindo até ao pescoço ou descendo até à região do umbigo ou em direção às costas. A sua duração varia, podendo ocorrer durante alguns minutos, prolongar-se por algumas horas ou ser persistente. Regra geral, surge no intervalo das refeições.

Outros sintomas:

– Indigestão (ou dispepsia, que causa desconforto ou dor na zona do estômago);

– Azia;

– Perda de apetite;

– Emagrecer;

– Sensação de mal-estar;

– Náuseas e vómitos;

– Arrotar constantemente;

– Inchaço ou distensão abdominal após a ingestão de alimentos mais ricos em gordura.

Apesar de menos comum, as úlceras gástricas podem não causar dor e somente ser identificadas quando surgem outras complicações, como hemorragias.

Consulte urgentemente o seu médico nestes casos

Se algum dos sinais mencionados de dor ou mal-estar na região do estômago persistirem mais do que apenas alguns dias deverá consultar um médico.

Segundo a CUF, deve ainda dirigir-se ao hospital caso ocorram os seguintes sintomas que requerem cuidados urgentes:

– Vômito persistente;

– Vômito com sangue, que pode ser vermelho vivo ou ter uma coloração castanha escura e uma textura granulosa, semelhante a borras de café;

– Fezes escuras e viscosas, semelhantes a alcatrão;

– Dor repentina e aguda que piora progressivamente, sem conseguir alívio;

Estes podem ser sinais de complicações mais graves, como perfuração de úlcera e hemorragia interna.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
LIFESTYLE/ Notícias ao Minuto
Anunciante
Anunciante
Band FM 96.9
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998