Fique Ligado!

Oi, o que você está procurando?

AMÉRICA LATINA

Morales diz que, se voltar à Bolívia, formará ‘milícias armadas’

O ex-presidente boliviano Evo Morales disse neste domingo que, se voltar ao país, formará “milícias armadas do povo”, como na Venezuela, ao relembrar de sua renúncia em novembro, depois de perder o apoio dos militares e da polícia por denúncias de fraude eleitoral.

Em declaração feita na Argentina, onde reside atualmente, à Rádio Kawsachum Coca (RKC), de propriedade do sindicato de produtores cocaleiros ao qual pertence, Morales disse que “em pouco tempo, se eu voltar (…), teria que organizar, como na Venezuela, milícias armadas do povo”.

Morales considerou “um grande erro” não ter “um plano B” para defender seu governo, que caiu após um motim policial e a declaração pública de comando das Forças Armadas para que deixasse o cargo que ocupou por quase 14 anos.

“Por que esse golpe de Estado? Entre os movimentos sociais e o governo [que presidia] reconhecemos (…) que confiamos muito; um grande erro, não tínhamos um plano B”, afirmou.

As declarações de Morales, sobre quem pesa um mandado de prisão emitido pelo Ministério Público boliviano após denúncia de “sedição e terrorismo”, podem agravar o seu caso, disse Israel Alanoca, vice-ministro do governo de Jeanine Áñez.

Seu principal rival nas eleições de outubro, o ex-presidente Carlos Mesa tuitou que Morales “primeiro queria cercar as cidades e agora sugere armar grupos irregulares e violentos para enfrentar os bolivianos e as Forças Armadas”.

Mesa se referiu, assim, à acusação do governo de Áñez sobre um áudio atribuído a Morales, onde uma voz instrui um líder cocaleiro a sitiar as cidades e bloquear o suprimento de comida.

“Essas ameaças recorrentes mostram as verdadeiras intenções de Morales”, disse Mesa.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H



retomada da economia

A proposta de plano de retomada da atividade econômica na região de Araçatuba, composta por 40 municípios, prevê a reabertura, no dia 1º de...

CRACK

O soldador de 25 anos e a manicure de 31 anos que estavam em um veículo Astra atingido por três tiros após ser perseguido...

cabana

O pescador Edinaldo Teixeira de Souza, 45 anos, de Araçatuba, foi encontrado morto no final da tarde desta segunda-feira na beira do rio, na...

PANDEMIA

Araçatuba registrou seis novos casos de covid-19 nesta terça-feira (26), passando de 121 para 127, e investiga mais um óbito pela doença. Trata-se de...

educação

Para garantir a continuidade dos estudos de seus alunos e apoiar as famílias que tenham sofrido relevante perda econômica devido à crise do novo...

Benefício de R$ 600

Uma operação da Polícia Militar prendeu, em duas ações diferentes na Zona Leste de São Paulo, na manhã desta terça-feira (26), uma quadrilha suspeita...

R$600

O governo federal deve disponibilizar, nos próximos 15 dias, a lista de beneficiários do programa de auxílio emergencial de R$ 600, que está sendo...

NEGÓCIOS

O presidente do Magazine Luiza, Frederico Trajano, disse nesta terça-feira, 26, em teleconferência com investidores, que o caixa da empresa tem fôlego para suportar...

POLÍTICA

O Senado aprovou, nesta segunda-feira (25), um projeto de lei (PL) que proíbe o corte de luz por falta de pagamento em vésperas do...

CAMPANHA

A adesão à campanha de vacinação em Araçatuba (SP) está baixa para três grupos que precisam se vacinar: crianças, puérperas e gestantes. Segundo a...

INVESTIGAÇÃO

A Polícia Federal encontrou um e-mail que indica pagamentos suspeitos a Helena Witzel, esposa do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Ela é...

AMEAÇAS

A Rede Globo publicou uma nota de repúdio a uma campanha de intimidação promovida contra o apresentador do Jornal Nacional, William Bonner. O jornalista...

Anunciante
Anunciante
Anunciante