Oi, o que você está procurando?

SAÚDE PÚBLICA

Guararapes monta salas de hidratação para pacientes com dengue

Para atender os pacientes com dengue, a Prefeitura de Guararapes montou salas de hidratação em três Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade, que já soma 185 casos da doença nos primeiros 21 dias do ano, média de 8,8 novos doentes a cada dia.

As salas de hidratação foram montadas nas UBSs Dr. Norman Storto (Postão), Dr. Akira Motomatsu e Antônio Simões. Os pacientes que apresentarem sintomas da doença serão encaminhados para estes locais.

Conforme a diretora do Departamento de Saúde, Maria Cristina Galhardo, o município está abastecido com medicações e equipamentos necessários. Ela lembra que se o paciente sentir febre, dores no corpo, de cabeça e nas articulações deve procurar a UBS mais próxima.

VISITAS

Na tentativa de conter o avanço da dengue, o município de Guararapes ampliou o horário de trabalho dos agentes de endemias e comunitários. Eles irão fazer as vistorias nas residências todas as quartas e quintas-feiras, das 10h às 19h30, com o objetivo de reduzir o número de imóveis fechados durante as visitas.

“Existe uma grande quantidade de domicílios visitados que os agentes não conseguem ter acesso porque nenhum morador está presente”, explica a chefe de seção da VISA e Zoonoses, Carla Pitori.

Nesta quarta-feira (22), os profissionais estão percorrendo os bairros com índice de maior infestação de dengue: Guararapes III, Francisco Antoniolli, Tenente Rio Branco Antunes e Conjunto Habitacional José Garcia. Na quinta-feira (23), os bairros visitados serão Jardim Aeroporto e Industrial.

Ao todo 30 profissionais irão participar desta ação para identificar os criadouros, eliminá-los mecanicamente e orientar o morador para deixar a casa livre de qualquer possibilidade de reprodução do mosquito.

Além disso, a Vigilância Sanitária irá fazer as notificações em locais com larvas, e se houver reincidência o morador será multado. O valor da multa é de R$ 346,87 reais.

TERRENOS

Com o grande número de terrenos com mato alto, tanto particular quanto público, o prefeito Tarek Dargham (PTB) autorizou a contratação de uma empresa para a realização de serviços de manutenção e conservação da limpeza urbana.

A prefeitura já está aplicando, por meio dos fiscais de postura, autos de infração para aqueles contribuintes que não realizarem a limpeza de seus terrenos.

Constando a irregularidade, o proprietário do terreno é notificado e tem o prazo de cinco dias, determinado por lei, a contar da data de recebimento, para realizar a limpeza, caso contrário, a Prefeitura realiza a limpeza e o dono do terreno sujo tem de arcar com os custos no valor de R$ 2,08 o metro quadrado, além da multa de R$ 173,43 por lote e elevada o dobro no caso de reincidência.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!