Oi, o que você está procurando?

ALERTA

Governo de MG investiga caso suspeito de coronavírus

foto: Leandro Couri/EM/D.A Press

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) investiga suspeita de coronavírus em Belo Horizonte. A paciente é uma mulher, brasileira, de 35 anos, que veio de Xangai, na China.

Os exames capazes de confirmar ou descartar a hipótese diagnóstica estão em andamento em laboratórios de referência. Em nota, o Ministério da Saúde disse que, até o momento, não há detecção de nenhum caso suspeito no Brasil de pneumonia “relacionado ao evento na China”.

A pasta falou também que “o caso noticiado pela SES/MG não se enquadra na definição de caso suspeito da Organização Mundial da Saúde (OMS)”. A SES informou que o caso em questão foi notificado ao órgão como suspeito e que as investigações “precisarão seguir o curso definido até sua conclusão”.

O caso foi identificado nesta terça-feira (21) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A paciente desembarcou na capital mineira no dia 18 de janeiro. Ela apresenta sintomas respiratórios compatíveis com a doença respiratória viral aguda.

“Tendo em vista o contexto epidemiológico atual do país onde a paciente esteve, foi considerada a hipótese de doença causada pelo novo coronavírus, que é micro-organismo de alerta sanitário internacional, considerando o potencial pandêmico com alto risco à vida e impacto assistencial”, disse a nota da SES.

A mulher está internada no Hospital Eduardo de Menezes, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. A paciente está clinicamente estável e o caso segue em investigação.

Segundo a SES, a paciente não esteve na região de Wunhan, megalópole de 11 milhões de habitantes, em que foram registrados os primeiros casos de contaminação. Segundo a OMS, só há transmissão ativa do vírus nesta província.

A paciente disse também que não teve contato com pessoa sintomática na China. (leia nota na íntegra no fim desta reportagem)

De acordo com a assessoria de imprensa do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, o terminal não foi notificado sobre o caso suspeito.

A Fundação Ezequiel Dias (Funed) disse em nota que recebeu exames da paciente e já está analisando as amostras.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!