Oi, o que você está procurando?

RIO DE JANEIRO

Caso Flordelis: celular de pastor foi ativado na casa de senador

Aparelho sumiu após o assassinato do marido da deputada federal. Inquérito policial aponta que telefone foi ligado em Brasília

O celular do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) morto em 16 de junho, foi conectado ao wi-fi da casa do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), na Barra da Tijuca (RJ), horas depois do assassinato. As informações são do jornal Extra.

O aparelho foi ativado com um chip em nome da empresária Yvelise de Oliveira, esposa do senador carioca. O inquérito da Polícia Civil aponta ainda que, após ter sido usado no Rio, o celular seguiu para Brasília, segundo revelou a TV Globo.

A deputada Flordelis e o senador Arolde de Oliveira são dos mesmos partido e unidade federativa.

Intimada, Yvelise de Oliveira preside atualmente o Grupo MK, criado pelo senador. A gravadora de discos gospel produziu faixas de Flordelis.

Quatro endereços ligados à parlamentar foram alvos de mandados de busca e apreensão em setembro do ano passado. As residências ficam em Brasília e no Rio de Janeiro.

Outro lado

Ao Extra, o senador Arolde de Oliveira disse estar “perplexo” com a notícia e clamou a superioridade divina sobre o caso. “Nunca imaginei um ataque desta natureza. Deus é maior que isso tudo. Yvelise está tão perplexa quanto eu estou, e estamos achando que pode ter sido uma clonagem”, explicou.

Anderson foi morto a tiros em 16 de junho do ano passado na garagem da própria casa, em Niterói (RJ). O celular dele desapareceu logo após o crime.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!