Oi, o que você está procurando?

saúde

Alunos de Medicina de Adamantina iniciam internato médico na Santa Casa de Araçatuba

Um grupo formado por 66 alunos do 5º ano da primeira turma do curso de Medicina do Unifai- Centro Universitário de Adamantina iniciou, nesta segunda-feira (6), na Santa Casa de Araçatuba, o Internato Médico, estágio curricular obrigatório do curso de Medicina. Durante 18 meses os graduandos receberão ensino didático e prático em Saúde Coletiva, Clínica Médica, Cirurgia Geral com Ortopedia, Ginecologia e Obstetrícia e Pediatria, especialidades básicas da Medicina.

“O Internato visa contribuir para formação de um médico generalista, humanista, critico e reflexivo, capaz de atuar nos processos saúde-doença em seus diferentes níveis de atenção”, destacou o médico intensivista Fábio Bombarda na aula inaugural. Bombarda coordena o Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP) da Santa Casa de Araçatuba, organização interna criada para dar suporte às iniciativas de ensino no hospital.

O curso terá duração de 40 horas semanais e será ministrado por um preceptor para cada grupo de cinco alunos. “Essa quantidade de alunos por preceptor e o fato de estarem dentro de um hospital de referência em alta complexidade, aumentam significativamente a qualidade do ensino que os nossos alunos terão da Santa Casa de Araçatuba”, destacou o professor-doutor Miguel Ângelo Marchi, coordenador do curso Medicina do Unifai.

“Nossa proposta sempre foi oferecer um Internato de excelência aos nossos alunos, e conseguimos cumprir através desta parceria com a Santa Casa de Araçatuba”, detalhou Marchi.

Os preceptores do Internato Médico são os especialistas Luiz Cláudio Andrades Lima (Clínica Médica), Everton Pontes Martins (Cirurgia Geral), Maria Lúcia Marin Cominotti (Ginecologia e Obstetrícia), Fabrício Benez (Ortopedia) e Anderson Azevedo Dutra (Pediatria). No curso, os alunos vão participar de aulas, atendimentos da rotina hospitalar e plantões.

No mês de julho, o Programa de Internato Médico da Santa Casa de Araçatuba vai receber mais 70 alunos do 5º ano do curso de Medicina do Unifai. O novo grupo integra a segunda turma do curso de Medicina da instituição e iniciou hoje em Adamantina a primeira fase do Internato.

“Firmamos parceria com hospitais de Adamantina, Araçatuba, Fernandópolis e Tupã para oferecer uma vasta estrutura para o treinamento dos alunos”, informa o professor-doutor Paulo Sérgio da Silva, reitor do Unifai- Centro Universitário de Adamantina desde 2017.

A instituição de ensino tem 51 anos de existência e implantou graduação em Medicina em 2015, durante a gestão do reitor Márcio Cardim, atual prefeito de Adamantina. O convênio com a Santa Casa de Araçatuba prevê dentre outros, aporte financeiro já repassado para reforma para adaptação de áreas de espera existentes nos 2º, 3º e 4º andar em salas de estudos.

“Não é possível pensar em Medicina sem falar em parcerias, porque ela existe exatamente para atender a comunidade, para ser um beneficio para a sociedade”, define Silva ao destacar os investimentos efetuados pelo Unifai em hospitais que recebem seus alunos.

“Agradecemos ao provedor Claudionor Teixeira e ao administrador Dr.Mauro, pela receptividade aos nossos projetos. Em relação à Santa Casa de Araçatuba temos a melhor de nossas expectativas por seu histórico, volume de atendimentos, e a excelência de sua equipe médica e tecnologia”, finalizou o reitor.

Última etapa

Ao viabilizar o Internato Médico aos alunos do Unifai, a Santa Casa de Araçatuba cumpriu a ultima providência para solicitar a certificação de Hospital de Ensino, denominação atribuída pelo Ministério da Educação às instituições que funcionam como campo para a prática de atividades de ensino e são certificadas por serem unidades de referência em procedimentos de maior densidade tecnológica.

Além de um novo status no setor, a certificação garantirá ao hospital acréscimos financeiros de até 20% em relação aos valores atuais por procedimentos de média e alta complexidades em pacientes do SUS.

O processo foi iniciado em 2017 com implantação do Programa de Residência Médica que mantém hoje 40 residentes em Clínica Médica, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Ortopedia e Traumatologia e Radiologia e Diagnóstico por Imagem. Coordenado pela Coreme (Comissão de Residência Médica), o Programa já certificou 10 médicos especialistas nas áreas de Clínica Médica (6) e Pediatria (4).  Neste ano concluirá a primeira turma de Ortopedia e Traumatologia.


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!