CONECTE CONOSCO

efetivo

Polícia Militar forma 2.080 soldados de 2ª classe

Novos profissionais passaram por um ano de treinamento e concluíram o Curso Superior Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública

Publicado em



A Polícia Militar formou, na manhã desta terça-feira (3), 2.080 soldados de 2ª classe. Os novos profissionais foram selecionados por meio de concurso público e passaram por um ano de treinamento na Escola Superior de Soldados. O evento aconteceu no Polo Cultural “Grande Otelo”, no sambódromo do Anhembi, na zona norte da Capital.

“É um dia de muita satisfação para o Governo. A partir de agora os senhores estão prontos para combater o crime e proteger a população de São Paulo”, disse o vice-governador Rodrigo Garcia.

“Parabéns. Os senhores escolheram conjugar, para o resto de suas vidas, o verbo servir. O próximo é a nossa razão de existência, que é [o verbo] professar. Ou seja, fazer com fé, abraçando umas das mais dignas profissões”, complementou o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos.

Composta por 1.652 homens e 428 mulheres, a turma concluiu o Curso Superior Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, que teve início em 5 de dezembro de 2018. Foram mais de 1,9 mil horas de aulas que abordaram disciplinas, como Direitos Humanos, Criminalística, Tiro Defensivo pela Preservação da Vida, Defesa Pessoa, Inteligência Policial, Psicologia, Medicina Legal, Doutrina de Polícia Comunitária, entre outras.

Cada aluno somou pontuações pelo seu desempenho ao longo do treinamento e durante a solenidade o primeiro colocado foi agraciado com a Medalha Pedro Dias de Campos no grau bronze. Os soldados que ficaram em segundo e terceiro lugar também receberam homenagens.

Após a formatura, os novos soldados entrarão em férias até o início da Operação Verão 2019/2020, da qual farão parte por meio de atividades no litoral do Estado. A distribuição final do efetivo para as unidades policiais será feita após o término da ação.

Leia também:   Incêndio de grandes proporções atinge fábrica de móveis em Osvaldo Cruz

Em seu discurso aos formandos, o comandante geral da PM, coronel Marcelo Vieira Salles, também fez menção aos familiares presentes.”Parabéns pela criação que deram aos vossos filhos. Há pouco tempo os senhores foram buscá-los no hospital e hoje veem eles escolhendo uma carreira de fé. É uma alegria estar aqui, a frente de uma nova turma de policiais militares”.

Nome da turma e paraninfo

A turma de formandos leva o nome “Cabo Marivaldo Camelo da Rocha Junior”, que morreu após intervir em um roubo em andamento no dia 24 de junho de 2019. Na ocasião, um dos suspeitos atirou e o disparo atingiu a cabeça do policial. Ele foi socorrido pelo helicóptero Águia ao hospital, mas não resistiu.

Como paraninfo, os novos soldados escolheram o coronel Paulo Cesar Franco. O oficial ingressou na PM em 18 de fevereiro de 1974 e atuou em diversas unidades, como o 11° Batalhão de Polícia Metropolitano (BPM/M), a Escola de Educação Física da PM, o 13º BPM/M, a Academia De Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), o Estado Maior, o 19º BPM/M, o 3º Batalhão de Policiamento de Choque (BPChq), o Comando de Policiamento do Interior-9 (CPI-9), entre outros. O coronel também comandou a Escola Superior de Soldados de janeiro a abril deste ano.

“Sintam-se orgulhosos pela nobre carreira que abraçaram, movidos pelo espírito vocacionado de proteger a sociedade paulista. Este é um momento de profunda emoção, que se concretiza um sonho e se reverencia uma grande conquista e vitória”, destacou o coronel Franco.

Sobre a Escola Superior de Soldados

A Escola Superior de Soldados foi fundada em 1984 e atua na formação de homens e mulheres que ingressam na Instituição por meio de concurso público para soldados de 2ª classe. O curso oferecido pela unidade confere ao formando o grau de Técnico de Nível Superior em Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública. Ao se formar, o novo policial militar estará apto às funções de polícia ostensiva e preservação da ordem pública, bem como para as funções de bombeiro e execução das atividades de defesa civil.

Leia também:   PM da reserva morre após capotar caminhonete em Araçatuba

A escola também produz novos conhecimentos acadêmico-profissionais e presta serviços à comunidade, além de ser responsável pela fiscalização técnica de Cursos de Formação de Soldados PM, que funcionam em outras Unidades.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
  110