Oi, o que você está procurando?

OPERAÇÃO NATAL

Número de motoristas flagrados acima da velocidade sobe 50% nas rodovias da região

A região de Araçatuba registrou um aumento de 50,18% no número de autuações por excesso de velocidade durante a “Operação Natal”, realizada entre os dias 20 e 25 de dezembro deste ano, se comparado ao mesmo balanço do
ano anterior. Houve também o aumento em outras ocorrências em comparação ao ano passado.

Por outro lado é importante destacar que em 2019 a operação da Polícia Rodoviária teve um dia a mais em comparação ao ano passado, o que também influenciou neste aumento.

Em 2018 a “Operação Natal” foi desencadeada entre os dias 21 e 25 de dezembro, sendo que este ano começou um dia antes, no dia 20. No ano passado foram registradas 821 autuações por excesso de velocidade nas rodovias da região, e este ano houve um aumento de 50,18%, com 1.233 autuações.

O número de acidentes aumentou 60%, passando de 10 em 2018 para 16 em 2019, que resultaram em oito vítimas, sendo uma fatal, uma grave e seis leves. No ano passado foram cinco vítimas leves, uma grave e nenhuma fatal.

Outro dado alarmante foi com relação ao número de motoristas autuados por ultrapassagens irregulares, que saltou de 79 para 95, resultando num aumento de 20,25% de um ano para o outro.

Com um acréscimo de 3,23%, carros flagrados com passageiros e/ou motoristas sem cinto de segurança, passou de 134, em 2018, para 139 em 2019. Já o número de motoristas flagrados após ingerir bebida alcoólica não mudou. No ano passado, foram 25 e neste ano também. Levando-se em consideração que houve um aumento no período da “Operação”, na média pode-se considerar que houve uma redução.

Apesar do índice ter sido o mesmo, 25, houve um aumento no número de realizações de testes com etilômetros (bafômetro) em 30,7%. Em 2018 foram realizados 948 testes, e este ano foram 1.239. Em 2018, quatro motoristas se recusaram a passar pelo teste e este ano foram seis.

Para a realização da operação o policiamento rodoviário permaneceu em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego do efetivo administrativo, potencializando a ação ostensiva, atuando de forma estratégica, em dias, horários e locais conforme o volume de tráfego e índices de vulnerabilidade.

O trabalho dos policiais contou com apoio de monitoramento por câmeras, etilômetros, radares para aferição de velocidade, binóculos para a fiscalização de infrações em movimento entre outros equipamentos, incluindo
drone.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!