CONECTE CONOSCO

Lil Bub

Gata fenômeno no Instagram morre aos 8 anos

Publicado em



A gatinha Lil Bub, que fez sucesso no Instagram e conquistou mais de 2,3 milhões de fãs na plataforma digital, morreu neste domingo (1º).

A notícia foi revelada em uma publicação, feita pelo dono da mascote, Mike Bridavsky: “Na manhã de domingo, 1º de dezembro de 2019, nós perdemos a mais pura, amável, e mágica força viva do nosso planeta”, diz a mensagem compartilhada na internet. Também foi revelado que o felino morreu “pacificamente” enquanto dormia.

“Eu sempre fui totalmente transparente sobre a saúde da Bub, e não era segredo que ela estava batalhando uma infecção persistente e agressiva nos ossos. Apesar disso, nós não esperávamos que ela morresse tão rápido e de maneira tão abrupta, sem avisos. Realmente acredito que ela fez a decisão consciente de abandonar seu corpo para que a nossa família não precisasse tomar essa decisão por ela”, continua a mensagem.

“É impossível colocar em palavras o efeito profundo que a Bub teve na minha vida, na vida de milhares de pets em abrigos, e na vida dos que se preocuparam com ela como se ela fosse da família. Ela me ensinou tudo o que eu sei sobre amor incondicional.”

Na mensagem, Bridavsky ainda relembra a importância da gata para a vida de outras mascotes. A felina vou responsável por fundar “o primeiro fundo nacional para pets com necessidades especiais” e também foi cobaia para pesquisas de genética e biologia.

“Ela ajudou a arrecadas mais de 700 000 dólares para animais em necessidade e espalhou uma mensagem de determinação, positividade e perseverança para pessoas de todo o mundo.” “Querida Bub, eu nunca vou me esquecer da sua generosidade, seu estoque infinito de amor, ou sua habilidade de trazer tanta alegria e magia ao mundo”.

Leia também:   Santander oferece bolsas para curso de espanhol em universidade da Espanha

Lil Bub foi resgata em 2011 após ser encontrada em Indiana, nos Estados Unidos.  Ela nasceu com várias “anomalias genéticas”. Ela também permaneceu com o tamanho de um filhote por toda a vida e também tinha um “caso extremo de nanismo.”

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Veja.com/ MSN
Anunciante
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
  102