CONECTE CONOSCO

futsal

Eliminado do Paulista, Real Madruga faz final neste feriado de segunda-feira

Publicado em



O Real Madruga perdeu na tarde deste sábado (30/11) pelo placar 5 X 1, em Santo André, para o time da casa, e se despediu do campeonato paulista. O único gol do time foi marcado por Guilherme. Porém, a equipe do técnico Leandro Luz não tem tempo nenhum para lamentos, e sim pouco mais de 48 horas pra pensar no Comercial de Ribeirão Preto, adversário da equipe na final da Liga Paulista, que terá seu primeiro confronto nesta segunda, feriado em Araçatuba, às 19h, na quadra da Emeb Henny Ferraz Homem, no Bairro Ipanema.

A liga paulista chega ao seu final, após uma sequência de trapalhadas da organização, que soltou o regulamento somente nas quartas de final da competição fazendo dele constar que não se podia utilizar de jogadores federados, o que eliminaria o Real Madruga que tem toda a equipe federada.

Dirigentes da Liga Organizadora haviam garantido ao presidente do Madruga, Bruno Yoshiy, que a utilização de jogadores federados não era empecilho para se disputar a competição. O caso foi parar no Tribunal da Liga Paulista em São Paulo, que reconheceu a boa fé da equipe de Araçatuba e lhe deu a condição de estar na final, após eliminar o Jahu, da cidade de Jaú, que impetrou recurso após ser eliminada dentro de quadra.

Bastidores a parte, o time de Araçatuba entra para a final da Liga Paulista com o objetivo de dar a sua torcida um título em 2019. A temporada até aqui foi irregular, a equipe nem de longe apresentou o mesmo futsal da temporada 2018, mesmo estando reforçada em relação a equipe que sagrou-se campeã paulista/2018.

O Madruga manteve o elenco campeão e ainda trouxe reforços, como Jé e Samuca, que não renderam o esperado. Além dos dois, o Madruga trouxe de volta o pivô Piter, que chegou a estar no Carlos Barbosa do Sul com status de estrela, mas não rendeu o esperado. Piter está acima do peso e luta contra contusão mal recuperada.

Leia também:   Araçatuba tem campeã na Superliga de Xadrez 2019

Fora do Jogo

O Real Madruga já tem desfalque certo para a final. Trata-se de Nicolas, que não está inscrito na competição em razão de ter retornado ao time quando o período de inscrição já se havia finalizado.

Goleiro

Uma dúvida paira na equipe do Real Madruga para a final. O técnico, Leandro Luz, havia escolhido o goleiro Marquinhos na competição e o titular Rafael no campeonato paulista. Marquinho tem dado conta do recado, sendo inclusive decisivo na classificação a final na cidade de Jaú, quando bateu o último pênalti no decisivo jogo de semifinal.

O problema é a condição de melhor jogador do time do goleiro Rafael. Rafa é tido como milagreiro da equipe pelas defesas que faz e com ele no banco, a responsabilidade e pressão para cima de Marquinho só aumentam. Uma falha complica a vida do técnico Leandro Luz, que vive o drama entre fazer jogar o melhor ou manter a palavra dada no início da competição. A decisão será tomada em conjunto, inclusive, com ambos os goleiros.

A certeza é uma só: O Real Madruga, além do comprometimento dos jogadores em busca de um título na temporada, espera contar com o apoio da torcida, que sempre é decisiva nos êxitos da equipe. Segunda feira, as 19h, no Henny Ferraz Homem, mais emoção, expectativa e com certeza um grande jogo. O jogo de volta será dia 08/12 em Ribeirão Preto.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998