CONECTE CONOSCO

distúrbio

Hong Kong tem novos confrontos neste domingo

Publicado em



A polícia disparou hoje (17) gás lacrimogêneo contra manifestantes na Universidade Politécnica de Hong Kong, no momento em que a oposição parlamentar critica as Forças Armadas chinesas que, no sábado (16) retirou escombros das ruas.

Hoje, um grande grupo de pessoas voltou a tentar limpar uma estrada cheia de escombros perto do campus da instituição, mas foi advertido pelos manifestantes de que devia se afastar.

A polícia chegou a algumas centenas de metros e disparou várias granadas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes, que se abrigavam atrás de uma “parede” de guarda-chuvas.

O incidente ocorreu horas depois de intensos confrontos durante a noite desse sábado, em que os dois lados trocaram bombas de gás lacrimogêneo e bombas incendiárias que deixaram focos de incêndio na rua.

Muitos manifestantes entraram para o interior do campus, onde montaram pontos de controle de acesso.

Os manifestantes, que ocuparam vários campus importantes durante a passada semana, recuaram quase por completo, à exceção de um contingente que permanece na Universidade Politécnica.

O mesmo grupo também bloqueia o acesso a um dos três principais túneis rodoviários que ligam a Ilha de Hong Kong ao resto da cidade.

Em outros lugares, trabalhadores e voluntários – incluindo um grupo de soldados chineses que saíram da guarnição – limparam estradas repletas de entulhos no sábado.

Houve incidentes dispersos de manifestantes discutindo e confrontando as pessoas que limpavam as estradas.

Líderes da oposição divulgaram declaração, na qual criticam os militares chineses por se juntarem às operações de limpeza. Os militares têm permissão para ajudar a manter a ordem pública, mas apenas a pedido do governo de Hong Kong.

O governo disse que não havia solicitado a assistência dos militares, descrevendo-a como uma atividade voluntária da comunidade.

Leia também:   Gata fenômeno no Instagram morre aos 8 anos

*Emissora pública de televisão de Portugal

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Agência Brasil
Anunciante

EUA

Surfista de 7 anos tromba com tubarão em uma praia na Flórida

Garoto não foi mordido e não saiu machucado; praia é uma dos pontos do mundo onde há mais tubarões-galha-preta no mundo.

Publicado em

O garoto Chandler Moore, de 7 anos, surfava na Flórida, nos Estados Unidos, durante o feriado de Ação de Graças, quando ele trombou com um tubarão.

O pai do garoto, Shaun Moore, também estava na água. O menino surfa desde os 4 anos de idade, e sua prancha tem uma câmera na ponta.

O garoto se firmava na prancha em uma onda quando foi atingido. Ele pensou inicialmente que era um peixe normal.

Eles só perceberam que o jovem surfista tinha trombado com um tubarão quando eles olharam o vídeo capturado pela câmera.

O menino não foi mordido e não se machucou.

Foi possível identificar a espécie como um tubarão-galha-preta. Ela é comum na praia de New Smyrna, onde pai e filho surfavam.

Na Flórida, há uma entidade que registra ataques de tubarão, a International Shark Attack File. Pelas estimativas dessa organização, quem já nadou nas águas de New Smyrna já esteve a 3 metros de distância de um tubarão.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Lil Bub

Gata fenômeno no Instagram morre aos 8 anos

Publicado em

A gatinha Lil Bub, que fez sucesso no Instagram e conquistou mais de 2,3 milhões de fãs na plataforma digital, morreu neste domingo (1º).

A notícia foi revelada em uma publicação, feita pelo dono da mascote, Mike Bridavsky: “Na manhã de domingo, 1º de dezembro de 2019, nós perdemos a mais pura, amável, e mágica força viva do nosso planeta”, diz a mensagem compartilhada na internet. Também foi revelado que o felino morreu “pacificamente” enquanto dormia.

“Eu sempre fui totalmente transparente sobre a saúde da Bub, e não era segredo que ela estava batalhando uma infecção persistente e agressiva nos ossos. Apesar disso, nós não esperávamos que ela morresse tão rápido e de maneira tão abrupta, sem avisos. Realmente acredito que ela fez a decisão consciente de abandonar seu corpo para que a nossa família não precisasse tomar essa decisão por ela”, continua a mensagem.

“É impossível colocar em palavras o efeito profundo que a Bub teve na minha vida, na vida de milhares de pets em abrigos, e na vida dos que se preocuparam com ela como se ela fosse da família. Ela me ensinou tudo o que eu sei sobre amor incondicional.”

Na mensagem, Bridavsky ainda relembra a importância da gata para a vida de outras mascotes. A felina vou responsável por fundar “o primeiro fundo nacional para pets com necessidades especiais” e também foi cobaia para pesquisas de genética e biologia.

“Ela ajudou a arrecadas mais de 700 000 dólares para animais em necessidade e espalhou uma mensagem de determinação, positividade e perseverança para pessoas de todo o mundo.” “Querida Bub, eu nunca vou me esquecer da sua generosidade, seu estoque infinito de amor, ou sua habilidade de trazer tanta alegria e magia ao mundo”.

Leia também:   Loja dá crachá para identificar funcionárias menstruadas

Lil Bub foi resgata em 2011 após ser encontrada em Indiana, nos Estados Unidos.  Ela nasceu com várias “anomalias genéticas”. Ela também permaneceu com o tamanho de um filhote por toda a vida e também tinha um “caso extremo de nanismo.”

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
  115