CONECTE CONOSCO

investimento na saúde

Empreendedores anunciam Hospital do Olho de R$ 15 milhões em Araçatuba

Publicado em

Perspectiva do moderno centro oftalmológico que será instalado no alto da Avenida Brasília, no antigo prédio do Banespa


Com investimento inicial que ultrapassa os R$ 15 milhões, Araçatuba ganhará um moderno centro oftalmológico, que deverá ser referência no tratamento dos distúrbios da visão, como glaucoma, descolamento da retina, transplante de córnea, catarata e estrabismo.

Com projeto arquitetônico moderno e equipamentos de última geração, o Hospital do Olho deverá gerar 80 vagas diretas e indiretas de trabalho. O recrutamento e seleção dos profissionais serão realizados a partir desta semana.

Os médicos especialistas que atenderão no local estarão apoiados por ampla infraestrutura e equipamentos ópticos modernos. Serão atendidas todas as subespecialidades da oftalmologia, com exames e cirurgias, desde procedimentos simples aos de alta complexidade, que contarão com avançados recursos tecnológicos.

Localização

O HO funcionará no lugar do prédio do antigo centro de processamento de dados do antigo Banespa, no jardim Nova Iorque, com área total de 5.300 m2 e construída de 2.700 m2. Serão atendidos no local pacientes de Araçatuba e região, pois o projeto do HO possibilitará o uso do centro cirúrgico e equipamentos por médicos externos, configurando um modelo inovador e dinâmico de parceria.

No caso de pacientes da região Noroeste, a ideia é que eles não necessitem mais ir a outras cidades para realizar procedimentos, por mais complexos que sejam, que estarão disponíveis aqui.

A estratégia dos empreendedores vem solucionar um gargalo do setor, pois se vale do fato de que em Araçatuba existe fila reprimida de procedimentos, sendo que a cidade conta com cirurgiões oftalmológicos altamente qualificados.

O projeto prevê que o hospital tenha 15 consultórios, 5 salas cirúrgicas e ampla sala de espera. Pensado na sustentabilidade, o imóvel em construção terá toda parte externa permeável (piso de paver), captação de água de chuva, irrigação de todo paisagismo com gotejamento nas raízes e cobertura com células fotovoltaicas para geração de energia elétrica que abastecerá a unidade.

Leia também:   Dezembro é mês de licenciar veículos com placas final zero

Inicialmente, a estratégia é atender pacientes particulares e conveniados. A proposta do HO é fornecer todos os procedimentos oftalmológicos, incluindo até mesmo transplantes de córneas.

A unidade funcionará como um hospital/dia, com serviços ambulatoriais, sem leitos para internação, apenas com alas de recuperação pós-cirúrgica, garantindo qualidade técnica e operacional superior.

Patologias

São grandiosos e preocupantes os números dos problemas oftalmológicos que serão tratados no HO. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que o glaucoma, por exemplo, principal causa de cegueira irreversível no mundo, afetará, aproximadamente, 80 milhões de pessoas em 2020. Para 2040, a previsão é de 111,5 milhões.

Já no caso da catarata, a doença é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo (reversíveis por meio de cirurgia), o que representa cerca de 20 milhões de pessoas. Como a expectativa de vida da população mundial está aumentando, o número de pessoas com catarata tende a crescer. A catarata é também uma importante causa de baixa visão em países desenvolvidos e em desenvolvimento.

 


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Assessoria de Imprensa
Anunciante
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
  96