CONECTE CONOSCO

NA MADRUGADA

Acusado de furto é assassinado pela vítima, em Araçatuba

Autor do homicídio ligou para a PM e indicou onde havia deixado o corpo, na madrugada deste sábado (5)

Publicado em

Crime ocorreu na madrugada deste sábado (5), entre os bairros São José e Porto Real, na periferia de Araçatuba (Foto: Regional Press)


Um pedreiro de 33 anos foi preso em flagrante após confessar ter matado um homem identificado como Marco Antônio da Silva Pereira, 19 anos, que, supostamente, furtou dinheiro e um celular de sua casa, em Araçatuba.

O homicídio ocorreu, na madrugada deste sábado (5), em uma estrada de terra entre os bairros São José e Porto Real, periferia da cidade. Os dois são naturais do estado de Alagoas.

O próprio acusado chamou a Polícia Militar e indicou onde o corpo da vítima estava jogado. O assassinato foi praticado por enforcamento. O acusado, de 33 anos, foi levado para o plantão policial e seria autuado em flagrante.

O preso disse aos policiais militares que sua casa foi furtada há alguns dias. Na ocasião, o ladrão levou R$ 450,  dinheiro que seria usado para pagamento de pensão alimentícia, além de um celular.

No decorrer da semana, a vítima do furto descobriu quem seria o autor do crime.

Nesta sexta-feira, ele encontrou o suspeito e o convidou para tomar cerveja em um bar. Durante a conversa, a vítima do furto teria reconhecido o celular levado de sua casa.

No caminho de volta, a vítima do furto levou o suposto autor até a estrada e o matou enforcado com as próprias mãos. Em seguida, seguiu para sua casa na Rua Igor Dourado de Castro, bairro Porto Real 2 e, de lá, acionou a PM.

Na ligação, o acusado disse que havia acabado de matar o homem que havia furtado dinheiro e celular de sua casa dias atrás.

Equipes da PM, compostas pelo tenente Gabriel, sargento Izidoro, cabos Sônego, De Lima e Jimmy e soldado Everton, encontraram o autor do homicídio na residência. Ele admitiu o crime e levou os policiais até o local do assassinato.

O autor do homicídio disse aos PMs que poderia ser preso por este crime, mas não por pensão alimentícia, já que o dinheiro furtado seria usado para o pagamento da mensalidade. O acusado do assassinato não registra antecedente criminal.

Assista abaixo a entrevista concedida pelo tenente PM Gabriel Barros.

 

Momento em que o acusado deixa a carceragem da Polícia Civil para ser levado à audiência de custódia

Acusado de matar, enforcado, autor de furto em sua casa é levado para audiência de custódia. Na saída da carceragem ele falou com o Regional Press.

Posted by Regional Press on Saturday, October 5, 2019

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

Força Tática

Desempregado é preso acusado de tráfico no Castelo Branco

Publicado em

Policiais da Força Tática prenderam em flagrante um desempregado de 28 anos acusado de tráfico de drogas no conjunto habitacional Castelo Branco, conhecido como Seiscentas Casas, no final da tarde desta segunda-feira.

A equipe fazia patrulhamento pelo local quando recebeu uma denúncia anônima de que um gordinho estaria comercializando drogas na travessa Farrapos, um local já conhecido pelos policiais como ponto de venda de drogas.

Eles foram ao local e o portão estava trancado com cadeado, no entanto, os PMs perceberam que havia uma movimentação suspeita no local. Eles pularam o muro e encontraram o acusado na sala, onde, sobre um rack, havia um pino contendo cocaína e R$ 290 em dinheiro.

O suspeito disse que está desempregado e com a pensão alimentícia em atraso por isso decidiu traficar para ganhar um dinheiro. No entanto ele não revelou de quem pegou a droga, a qual vendia por R$ 20 a porção.

Em um buraco no muro da residência os policiais encontraram mais 18 porções de cocaína. O acusado foi preso em flagrante e ficou à disposição da Justiça.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Alta periculosidade

Acusado de matar três pessoas em Alagoas é preso em Birigui

Prisão foi realizada por policiais militares da Patrulha Ostensiva Ambiental

Publicado em

Anderson Alves Quixabeira, o "Bob" estava foragido havia cerca de 5 anos e foi preso em Birigui

Considerado de alta periculosidade e após ficar cinco anos foragido, Anderson Alves Quixabeira, o “Bob”, 28 anos, foi preso no sábado (19), pela Polícia Militar Ambiental, em Birigui, interior de São Paulo.

Procurado por envolvimento em três assassinatos, tráfico de drogas, roubo, ameaça e coação a testemunha, o criminoso ainda tentou escapar da prisão apresentando documento falso.

No entanto, os policiais da Patrulha Ostensiva Ambiental o reconheceram pela foto no documento falso e o prenderam. Ele também responderá por falsidade ideológica.

Segundo a polícia, a maioria dos crimes praticados por Bob ocorreu no município de Delmiro Gouveia, em Alagoas, sua cidade natal. Conforme a polícia, ele possuía três mandados de prisão em aberto pelo estado de Alagoas.

O primeiro registro de crime praticado por Bob foi em 2011. Na ocasião, ele roubou uma pistola 380 de um comerciante. Ainda naquele ano, ele danificou por completo uma viatura da guarda municipal de Delmiro Gouveia.

Criminoso tem longa ficha criminal

Em 2012, acusado e mais duas pessoas, assassinou dois homens em sua cidade. Naquele mesmo ano, ele também indicado por ameaçar uma mulher de morte, se ela não ficasse com ele e ainda teria prometido que levaria velas para o caixão dela.

A prática de crimes não parou, segundo a polícia. Em 2014, ele e outro criminoso mataram e carbonizaram o corpo de um rapaz. Bob também responde a processo por ameaça contra testemunha e já foi preso por tráfico de drogas.

A polícia acredita que ele tenha usado documentos falsos para se safar e conseguir fugir do Nordeste.

De acordo com as investigações, o bandido cruzou Alagoas, escondeu-se por diversos municípios de Sergipe e depois se abrigou em Birigui, onde acabou preso pela equipe da PM Ambiental, formada pelo cabo Emerson Porto e soldado Mateus Araújo, do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, sob comando do Major PM Antonio Carlos Siqueira Campos Junior.

O criminoso foi levado de volta para Alagoas, onde deverá ser julgado pelos homicídios.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
87