CONECTE CONOSCO

EUA

Mulher devolve livro em atraso a biblioteca 74 anos depois

Publicado em



Uma mulher do estado norte-americano da Califórnia estava limpando o seu escritório quando encontrou um livro da biblioteca que a mãe tinha pedido emprestado 74 anos antes. Então decidiu devolvê-lo.

A biblioteca de Berkeley, através do jornal local Berkeleyside, diz que os seus funcionários ficaram muito surpresos quando Jean Durham devolveu o livro ‘ Lady of the Lake’, de Walter Scott que a mãe tinha levado em 1945.

“A minha mãe comprava alguns livros, mas na sua maioria ia à Biblioteca Pública de Berkeley”, disse Jean à publicação.

Os funcionários acabaram decidindo não aplicar qualquer multa, pois acabaram com as multas por atraso em 2018.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Notícias ao Minuto
Anunciante

EUA

Tiroteio em Oklahoma deixa pelo menos três mortos nesta segunda-feira

Tiroteio teria acontecido no estacionamento de um supermercado Walmart

Publicado em

Nesta segunda-feira (18), diversos meios de comunicação dos Estados Unidos informaram sobre um tiroteio no estacionamento de um supermercado Walmart, em Duncan, no estado de Oklahoma.

As primeiras informações revelaram que, pelo menos, três vítimas mortais, não especificando se entre eles está ou não o atirador. A polícia de Oklahoma confirmou apenas a existência de três mortos à chegada ao local.

O alerta para o incidente foi dado nesta manhã por volta das 10h (hora local, 13h em Brasília).

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Abuso sexual

Justiça da França enfrenta caso de pedofilia com 250 vítimas

Publicado em

A Justiça francesa identificou 250 vítimas potenciais de um cirurgião aposentado, acusado de estupro e de agressões sexuais contra pacientes menores de idade durante 30 anos de carreira, um caso de pedofilia com uma dimensão inédita no país.

“Um total de 250 vítimas potenciais de atos de pedofilia que ainda não prescreveram foi identificado durante a investigação”, afirmou o promotor de La Rochelle, cidade do oeste da França, Laurent Zuchowicz.

Joël Le Scouarnec, que tem 68 anos atualmente, está preso desde maio de 2017 por parte das acusações apresentadas contra ele.

De acordo com a Justiça, ele foi detido por “estupro de menores de 15 anos, agressões sexuais e exibicionismo sexual”, em um processo que afeta quatro vítimas e pelo qual será julgado nos próximos meses.

Quando este caso foi encerrado, o ex-cirurgião voltou a ser investigado pela descoberta de cadernos, durante uma operação policial, que permitiram identificar mais vítimas.

“Um total de 209 foi interrogado, e algumas tinham recordações muito concretas”, afirma um comunicado da Promotoria, que também informa que 184 decidiram denunciar o ex-cirurgião.

Em seus diários pessoais, Scouarnec descreve cenas sexuais com nomes concretos. A defesa alega que eram cenas imaginadas.

No escritório do médico também foram encontradas imagens de pornografia infantil.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998