CONECTE CONOSCO

incendiado

Ladrões roubam mais de R$ 100 mil em assalto a residência no Icaray

Publicado em

Veículo foi encontrado incendiado ao lado do cemitério do Rosele


Três bandidos armados e encapuzados renderam três idosos e posteriormente o filho do casal, um médico de 40 anos, e roubaram mais de R$ 100 mil, no início da madrugada desta sexta-feira, em uma residência na rua Oswald de Andrade, no bairro Icaray, zona sul de Araçatuba. O veículo que teria sido utilizado no assalto foi encontrado incendiado ao lado do cemitério Recanto de Paz, no Jardim Rosele.

Do total levado pelos ladrões, R$ 54 mil foram em dinheiro e o restante em joias e três relógios, um deles, da marca Rolex, avaliado em R$ 45 mil. De acordo com o boletim de ocorrência, o aposentado, de 79 anos, chegava em casa, e já estava na garagem quando foi abordado pelos três bandidos.

Eles anunciaram o assalto e perguntaram quem mais estaria na casa. Em seguida os criminosos entraram na residência e foram até os quartos onde estavam uma idosa de 74 anos e a outra, de 72 anos, esposa do aposentado. As três vítimas foram trancadas em um dos quartos da casa e o homem teve as mãos amarradas. Os ladrões queriam saber onde havia dinheiro.

O filho do aposentado chegou na residência e também foi rendido pelos criminosos. Após ameaças, o aposentado informou aos bandidos que sua carteira estava dentro do carro. Um dos criminosos encontrou a carteira com os R$ 54 mil em dinheiro. De acordo com a vítima, o valor seria repassado ao filho, que iria usar em uma construção.

Os bandidos ainda roubaram um relógio da marca Rolex avaliado em R$ 45 mil e outros dois relógios avaliados em R$ 8 mil e R$ 5 mil, além de um par de alianças e um computador. Segundo as vítimas, um dos autores era branco e obeso, os outros dois magros, sendo um branco com olhos verdes e outro pardo.

INCÊNDIO
Passado alguns minutos da ocorrência um veículo foi encontrado incendiado no cruzamento da marginal Clibas de Almeida Prado com a rua São Sebastião, ao lado do cemitério do Rosele. No interior do carro estava o computador roubado na casa dos idosos. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

São Paulo

Operação da Polícia Civil prende grupo suspeito de aplicar golpes no sistema financeiro

Piapara, comandada pelo Deic, cumpre mandados de prisão e de buscas contra organização criminosa que já causou prejuízos milionários

Publicado em

A Polícia Civil, por meio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), deflagrou na manhã desta terça-feira (22) a operação Piapara para combater fraudes financeiras.

A ação visa cumprir sete mandados de prisão e 12 de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul. Até o momento cinco integrantes de uma organização criminosa foram presos.

Os trabalhos em campo estão sendo realizados por 50 agentes da 6ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio (Disccpat), que apuram Facções Criminosas e Lavagem de Dinheiro. O nome da operação foi inspirado em um peixe da bacia do rio Paraná, conhecido por dar trabalho aos pescadores.

A operação tem como alvo uma organização criminosa especializada em golpes no sistema financeiro. O grupo conseguia dinheiro de instituições financeiras por meio de empresas fantasmas, colocadas em nome de “laranjas”.

Depois a organização “lavava” dinheiro por meio da compra de bens, principalmente veículos. Setenta veículos já foram identificados e bloqueados administrativamente. O esquema já provocou prejuízos milionários.

Até o momento, cinco pessoas foram presas e um estoque de veículos foi apreendido em um galpão em São Bernardo do Campo. No local havia carros de luxo, esportivos, médios e motos aquáticas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Barbárie

Jovem mata irmã grávida e arranca bebê de barriga para aplicar golpe

Publicado em

A Delegacia de Homicídios de Porto Velho, em Rondônia, investiga um caso de duplo homicídio cometido por uma adolescente de 13 anos e pelo comparsa de 15 anos.

A menor de idade, que não teve o nome revelado, matou a irmã Fabiana Pires Batista, de 23 anos, com pauladas e pedradas e arrancou o bebê dela com ajuda do comparsa, também menor de idade. O filho de Fabiana, de apenas 7 anos, também levou pedradas e foi empurrado dentro de um lago.

Segundo a delegada Leisaloma Carvalho, há indícios de que o crime tenha sido premeditado. Materiais utilizados na execução da vítima foram levados até o local e os dois confessaram ter cometido o crime para dar um golpe e “enriquecer”.

Em coletiva de imprensa, Leisaloma disse que o rapaz de 15 anos pegou o bebê da vítima, retirado do útero com ajuda de uma faca, para entregar à mãe que fingia uma gravidez para casar com um garimpeiro.

A dupla foi apreendida por duplo homicídio e a mãe do adolescente, que tem suspeita de envolvimento no crime, é procurada pela polícia.

O bebê arrancado da barriga da mãe com uma faca é um menino. Ele tem 1,8 kg e foi encaminhado ao hospital após ser encontrado na casa do menor de idade. Ele está com bom estado de saúde e será encaminhado ao Conselho Tutelar quando sair do centro obstétrico do Hospital Base.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
80