CONECTE CONOSCO

Mulheres

Dormir com sutiã faz mal?

Especialista responde a perguntas mais frequentes com relação ao uso da peça íntima.

Publicado em



O tema é motivo de inúmeros debates: e enquanto muitos defendem que sim, dormir com sutiã evita que os seios fiquem flácidos outros garantem que é precisamente o contrário (repousar com a peça acelera a flacidez).

Mas afinal, será que alguma dessas inferências são verdade? Em declarações à publicação Ativo Saúde, o mastologista José Luiz Barbosa Bevilac explicou tudo o que  você tem que saber.

É bastante comum ouvir em conversas entre mulheres que dormir com a peça íntima pode evitar e até causar flacidez, além de aumentar o risco de câncer da mama. Contudo, toda essa informação não passa de mito, já que a peça não oferece riscos aos seios ou à saúde da mulher em geral.

Segundo o mastologista, o importante é que a mulher durma da forma que se sinta mais confortável, seja com ou sem sutiã.

Prejudica o crescimento dos seios?

Não. O uso de sutiã durante o sono não prejudica o crescimento dos seios durante a puberdade.

É mau para quem tem silicone ou amamenta?

Da mesma forma, lactantes e mulheres que possuem próteses nos seios podem dormir sem sutiã ou com ele sem medo, desde que se sintam confortáveis.

Dormir sem sutiã faz com que os seios ‘caiam’?

A queda dos seios, chamada de ptose mamária, é completamente natural, principalmente com o envelhecimento.

O grau de flacidez dependerá das características individuais de cada mulher, como volume das mamas, hereditariedade, tipo de pele, obesidade e amamentação.

Ou seja, dormir com ou sem sutiã não impede ou acelera o processo. Todavia, caso os seios sejam grandes e pesados, a peça pode até ter um pouco de impacto na redução da flacidez a longo prazo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
LIFESTYLE/ Notícias ao Minuto
Anunciante

Estado de SP

Prevenção e conscientização são aliados na luta contra o câncer de mama

Publicado em

Neste mês de Outubro, o Governo do Estado de São Paulo amplia suas ações para alertar as mulheres para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Durante o Outubro Rosa, como é chamada a campanha mundial de conscientização, diversas unidades da Secretaria da Saúde montaram uma programação especial sobre o tema em todo o Estado.

O médico chefe do Serviço de Mastologia do Instituto do Câncer de São Paulo, José Roberto Filassi, afirma que o diagnóstico precoce favorece o tratamento, possibilitando métodos menos invasivos. “O câncer de mama é a multiplicação incontrolável de células anormais, podendo ter origem por alterações genéticas (adquiridas ou hereditárias) e boa parte dos diagnósticos tem evolução favorável se tratados em tempo adequado”, diz Filassi.

Mas mesmo quem não tem histórico familiar deve ficar atenta. A apresentadora de TV Sabrina Parlatore, por exemplo, não tinha casos da doença na família e aos 40 anos foi diagnosticada com câncer de mama, em 2015. Ela notou um nódulo e fez exames de rotina.

Confirmado o diagnóstico, Sabrina foi submetida a uma cirurgia para a retirada do tumor (quadrantectomia – procedimento que retira o tumor e um pouco da mama em volta dele), além de 16 sessões de quimioterapia e 33 sessões de radioterapia.

“São 60 mil novos casos de câncer de mama todos os anos no Brasil. Então é muito importante que a mulher esteja atenta. Muitas me procuram já diagnosticadas e o legal é que elas vêem em mim uma esperança, porque elas me vendo hoje tendo superado a doença, tendo superado o tratamento e estando super bem, isso é uma força muito grande para quem ainda vai enfrentar o tratamento”, conta a apresentadora.

Sabrina alerta também para a importância da prevenção. “É fundamental que a mulher faça seus exames de rotina. Tem sempre um exame adequado à faixa etária. A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda fazer a mamografia a partir dos 40 anos. E antes disso o ultrassom de mama também é muito recomendável porque é a melhor forma de prevenção”, lembra Sabrina.

“Importante é não ficar se lamentando porque isso pode acontecer com qualquer pessoa. Focar na solução, visualizar o final do tratamento, você já bem, curada, porque o pensamento positivo num momento desse ajuda muito”, reforça a apresentadora.

Ações do Outubro Rosa

A rede estadual de Saúde conta com importantes hospitais considerados referência no diagnóstico e tratamento do câncer de mama, como o Pérola Byington e o Instituto do Câncer de São Paulo. No mês de outubro, eles estão oferecendo programações especiais de conscientização e prevenção da doença.

“As ações em celebração ao ‘Outubro Rosa’, tem como objetivo, principalmente, chamar a atenção sobre a importância da prevenção e detecção precoce do câncer de mama”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

No Pérola Byington, até 31 de outubro, haverá oficina de maquiagem e beleza, distribuição de kits de beleza, lenços e brindes. Durante o mês de conscientização, a Clínica Physioway e a estética Onodera destinarão parte da verba arrecadada em atendimentos de fisioterapia na saúde da mulher e massagens onopower ao Centro de Estudos e Pesquisa do Pérola.

Há também ações, como oferta ampliada de exames e palestras, em unidades de saúde da Grande São Paulo e do interior. Para saber mais sobre essas e outras ações pelo Outubro Rosa, acesse a página especial da Secretaria da Saúde.

Carreta “Mulheres de Peito”

Durante todo o ano, a Secretaria da Saúde oferece exames em regiões diversas do Estado por meio das carretas do Programa “Mulheres de Peito”, serviço-móvel que oferece mamografias gratuitas, sem necessidade de pedido médico, para mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Neste momento, há carretas em São José dos Campos, Presidente Prudente, Bauru e Cotia.

As imagens captadas pelos mamógrafos são encaminhadas para o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), serviço da Secretaria que emite laudos à distância, na capital paulista. Desde 2014, já foram realizadas 212 mil exames de mamografia.

“O exame salva vidas. A mamografia faz uma detecção precoce, o que não impede que o câncer apareça, mas a descoberta num estágio inicial impede que ele evolua”, explica a supervisora do Mulheres de Peito, Fabiana Angélica de Oliveira.

O programa também tem o telefone 0800 779 0000 para o agendamento de exames de mamografias. Nesse caso, o exame é feito num dos mais de 200 serviços de mamografia fixos, como AMEs, hospitais e clínicas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

NÚMEROS

Com Previdência, Bolsa bate recorde e passa dos 107 mil pontos

A expectativa pela Previdência teve um segundo resultado positivo: fez o dólar recuar. A moeda norte-americana caiu 1,33%, a R$ 4,0755

Publicado em

NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO

Com a expectativa de aprovação da reforma da Previdência no Senado, o principal índice da bolsa de valores, a B3, fechou em alta nesta terça-feira (22/10/2019), renovando o patamar recorde.

O Ibovespa subiu 1,28% e bateu 107.381 pontos. Na máxima da sessão, chegou a 107.421 pontos.

A expectativa pela Previdência teve um segundo resultado positivo: fez o dólar recuar. A moeda norte-americana caiu 1,33%, a R$ 4,0755.

Previdência

No final da manhã, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou o relatório do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) sobre a Previdência.

No início da noite, a proposta de emenda à Constituição (PEC) foi ao plenário, para votação em segundo turno. A expectativa é que o texto seja aprovado, apesar de o governo temer novos cortes na economia projetada para o espaço de 10 anos.

A reforma da Previdência é considerada o principal passo para ajuste nas contas públicas, sobretudo no médio e longo prazo. A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, projetou, inicialmente, uma economia de R$ 1 trilhão em 10 anos. No Senado, porém, esse volume caiu para R$ 800 bilhões, considerado o limite mínimo.

O cenário internacional também contribuiu para o desempenho do Ibovespa. Segundo a Reuters, ajudou a declaração do vice-ministro das Relações Exteriores chinês de algum progresso nas negociações comerciais entre EUA e China, e que qualquer problema pode ser resolvido desde que um lado respeite o outro.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
80