Fique Ligado!

Oi, o que você está procurando?

Caso de Repercussão

Acusado de estuprar e matar a jovem Paola será julgado amanhã, em Araçatuba

Assassinato ocorreu em 2015 e teve grande repercussão

O júri popular de Emerson de Barros Lins, acusado de estuprar e matar a jovem Paola Bulgarelli em 2015, em Araçatuba (SP), acontece nesta quarta-feira (9) a partir das 9h. Como o caso teve grande repercussão, o esquema de segurança será reforçado no Fórum.

Em agosto do ano passado, a Justiça tinha anunciado o julgamento para dezembro, mas como o réu mudou de advogado, que precisaria de mais tempo para se inteirar do caso, o julgamento foi alterado. Além disso, uma testemunha alegou que não poderia estar presente no júri nesse ano.

Outra data foi agendada para fevereiro, mas a sessão foi novamente adiada por pedido da defesa para avaliação da sanidade mental do réu. Agora, o juiz Henrique de Castilho Jacinto marcou julgamento para o dia 9 de outubro.

O caso

Paola foi estuprada, morta e jogada em rio em junho de 2015. A vítima, então com 20 anos, saiu de casa para ir à lanchonete onde trabalhava e não foi mais vista. Uma semana depois o corpo dela foi encontrado em um rio em Araçatuba.

O acusado confessou o crime à polícia e está preso desde então. Ele foi denunciado por homicídio, estupro, furto e ocultação de cadáver.

Segundo a Justiça, se condenado por todos os crimes, ele poderá pegar quase 50 anos de prisão.

Um dia depois do enterro da vítima, o suspeito do crime, que tinha 20 anos na época, foi encontrado escondido na casa de parentes em Castilho (SP). Segundo a família, o suspeito chegou a ir ao velório de Paola. Ele confessou que estuprou e matou a vítima.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H



Anunciante
Anunciante
Anunciante