CONECTE CONOSCO

futebol

Seleção Brasileira é superada pelo Peru em amistoso nos EUA

Publicado em

Lucas Figueiredo/CBF


Nesta quarta-feira (11), a Seleção Brasileira enfrentou o Peru, no Los Angeles Memorial Coliseum, na Califórnia (EUA), criou boas chances, mas foi superada por 1 a 0. Este foi o segundo amistoso do mês da equipe do técnico Tite nos Estados Unidos, que agora volta aos campos na data FIFA de outubro.

O jogo

No primeiro tempo em Los Angeles, os finalistas da Copa América fizeram um jogo equilibrado. No início, os times entraram cautelosos e a primeira chegada saiu aos 13 minutos, quando Yotún cobrou falta da esquerda e a defesa da brasileira afastou o perigo.

Na sequência, Philippe Coutinho cobrou escanteio da esquerda, e a zaga peruana fez o corte, tirando Casemiro do lance. Depois, aos 19, Richarlison deu ótimo passe para Firmino, que recebeu pela direita e passou para David Neres.

O camisa 7 se livrou da marcação de Gallese, mas acabou desarmado por Advíncula na hora da finalização. Os adversários responderam no chute de Flores, que bateu de canhota e viu Ederson jogar para escanteio.

A outra boa chance da primeira etapa foi da Canarinho. Aos 24, Richarlison tabelou com Firmino pelo meio, recebeu de volta e finalizou de primeira, mas a bola saiu à direita do goleiro peruano.

Na volta do intervalo, o Brasil seguiu em busca do gol e quase abriu o placar aos oito minutos, quando Marquinhos lançou a bola do campo de defesa, Firmino ajeitou e fez o pivô para Coutinho, que encheu o pé para bater de primeira e obrigar Gallese a fazer boa defesa.

O camisa 1 peruano seguiu trabalhando na partida. Aos 16, Coutinho ficou com a bola após cobrança de escanteio curto e, mais uma vez, o goleiro adversário segurou. No lance seguinte, foi a vez do chute de David Neres ser parado em Gallese.

Em outra boa chance da Canarinho, Neymar tabelou com Vinicius Junior, deu um chapéu em Santamaría, mas acabou sendo desarmado.

Aos 39, o Peru marcou o único gol da partida com Abram, que subiu bem após cobrança de falta e desviou para fazer 1 a 0.

A Seleção Brasileira não desanimou e seguiu levando perigo ao gol peruano, mas não teve mais tempo de conseguir alterar o placar em Los Angeles.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
CBF
Anunciante

futebol

Brasil derrota Itália e está nas semifinais do Mundial Sub-17

Publicado em

O Brasil se classificou para as semifinais da Copa do Mundo de futebol sub-17 após derrotar a Itália por 2 a 0 nesta segunda (11) em partida realizada no Estádio Olímpico de Goiânia.

Com a classificação o Brasil enfrenta a França nas semifinais, e continua na caminhada em busca de seu quarto título na competição.

Quem teve a primeira oportunidade clara de marcar foi o Brasil. Aos 4 minutos Kaio Jorge toca para Pedro Lucas chutar para defesa do goleiro Molla.

Porém, um minuto depois não tem jeito. O lateral-esquerdo Patryck, da base do São Paulo, avança com liberdade e chuta forte para abrir o marcador.

Aos 15 minutos a Itália cria oportunidade de empatar. Pirola cabeceia com liberdade após cobrança de escanteio, mas o goleiro Matheus Donelli consegue espalmar para fora.

Cinco minutos depois a equipe italiana tem nova chance clara, em cobrança de falta perigosa do meia Brentan, que passa muito perto do gol brasileiro.

Com o passar do tempo a Itália passa a dominar as ações. Mas encontra dificuldades de criar chances claras.

E a equipe europeia chega novamente com perigo aos 35 minutos, quando o atacante Gnonto cabeceia com perigo após cobrança de falta. Mas a bola vai para fora.

Mas se a Itália não transforma as suas oportunidades em gols, o Brasil aproveita as chances que aparecem. E aos 39 minutos o meia Pedro Lucas toca para João Peglow, que acerta um belo chute cruzado que bate na trave do gol italiano antes de entrar. 2 a 0 para o Brasil, e o terceiro gol do jogador da base do Internacional em 5 partidas na competição.

Segundo tempo sem gols

O segundo tempo começa muito amarrado, com as duas equipes concentrando as ações no meio de campo. Com isso as chances diminuem muito.

A primeira oportunidade do Brasil aparece aos 16 minutos, quando Veron recupera a bola, se livra dos marcadores e chuta com muito perigo, mas o goleiro Molla consegue espalmar para fora.

Aos 22 minutos a seleção brasileira volta a ter outra boa chance. O lateral Yan avança e toca para Talles Costa, que encontra Pedro Lucas, que bate para fora com perigo. Mas o Brasil não consegue aproveitar.

E a Itália tem a sua melhor oportunidade aos 36 minutos, quando o atacante Gnonto recebe lançamento em profundidade para ficar cara a cara com o goleiro Matheus Donelli. Porém, o goleiro brasileiro é decisivo ao avançar e conseguir matar a jogada adversária.

A partir daí a seleção brasileira administra a partida até o final para garantir a vitória de 2 a 0.

Semifinais

O adversário do Brasil nas semifinais será a França, que goleou a Espanha por 6 a 1 também nesta segunda.

A outra semifinal colocará frente a frente as seleções do México e da Holanda, que se enfrentam na próxima quinta no Estádio do Bezerrão, no Gama (DF).

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

torneio internacional

Nos pênaltis, seleção feminina é superada pela China e fica em segundo

Publicado em

A Seleção Feminina ficou com o segundo lugar do Torneio Internacional de Chongqing. Na manhã deste domingo (10), após empate sem gols no Chongqing Yongchuan Sports Center Stadium, a China superou o Brasil por 4 a 2 nas cobranças de pênaltis e faturou o troféu da competição preparatória. Apesar do revés na marca da cal, a Canarinho continua invicta no comando da técnica Pia Sundhage: são quatro vitórias e dois empates.

Jogando em casa, a China pressionou um pouco mais no início da partida. No entanto, com o decorrer do tempo, o Brasil passou a se soltar mais na partida. A primeira boa chance foi com Debinha, aos 21 minutos, após belo passe de Chú. Mais tarde, aos 43, foi a vez de Debinha servir Ludmila, cortou a marcadora dentro da área mas chutou para fora.

O segundo tempo seguiu com poucas oportunidades para os dois lados. A boa marcação das equipes prevaleceu na etapa final. Antes de a decisão ir para os pênaltis, a Seleção quase marcou aos 46 minutos, quando Andressinha cobrou falta com perigo, mas a bola foi para fora.

Nas penalidades, Tamires e Andressinha acabaram desperdiçando as cobranças e a Canarinho ficou com o vice-campeonato do Torneio Internacional de Chongqing.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998