CONECTE CONOSCO

TRAGÉDIA

Vídeo: piloto francês morre após grave acidente em corrida da Fórmula 2 na Bélgica

Batida violenta aconteceu na 2ª volta da prova de abertura do fim de semana, logo após curva Radillon; Anthoine Hubert chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos

Publicado em



O piloto francês Anthoine Hubert, de 22 anos, morreu após um grave acidente na primeira corrida da Fórmula 2 deste fim de semana, na Bélgica. A batida, que envolveu cinco carros logo após a curva Radillon decretou bandeira vermelha e fez a prova ser cancelada na tarde deste sábado. Além disso, a categoria cancelou a segunda corrida do fim de semana.

Enquanto Antoine Hubert e Juan Manuel Correa acabaram se chocando com mais violência, Marino Sato, Ralph Boschung e Giuliano Alesi também se embolaram na batida, mas com menos gravidade.

Segundo comunicado da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Hubert chegou a ser removido de helicóptero para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Correa está no hospital de Liege, em condição estável.

Leia o comunicado da Federação, na íntegra, abaixo.

“É com pesar que a Federação Internacional de Automobilismo informa que um acidente sério envolvendo os carros #12, #19 e #20 ocorreu às 17h07 (12h07 no horário de Brasília), do dia 31/08/19 como parte da corrida 1 da Fórmula 2 em Spa-Francorchamos, válida pela 17ª etapa da temporada.

Os serviços de resgate e equipes médicas compareceram rapidamente ao local do acidente, levando os pilotos envolvidos para o centro médico.

Como resultado do acidente, a FIA lamenta informar que o piloto do carro #19, Anthoine Hubert (FRA), não resistiu aos ferimentos e faleceu às 18h35 (13h35 no horário de Brasília).

O piloto do carro #12, Juan Manuel Correa (EUA) está em condição estável, sendo tratado no hospital de Liege. Mais informações sobre o estado do piloto serão dadas quando estiverem disponíveis”.

O incidente aconteceu na segunda volta da corrida. Hubert rodou e foi atingido com violência por Correa, provocando uma colisão em T (quando um carro acerta em cheio a lateral do outro). A batida foi tão forte que, além de Correa ter capotado, seus pés ficaram expostos após ter pedido o bico do carro. Ao mesmo tempo, o cockpit de Hubert ficou completamente separado da parte traseira do carro.

Alesi conseguiu seguir mesmo após ao acidente, parando um pouco à frente com danos na traseira do carro. O companheiro Boschung conseguiu retornar aos boxes com um pneu furado. Já Sato, abandonou o carro no local do acidente e retornou andado para o paddock.

A categoria informou momentos após à grave batida que a corrida não será retomada. Mercedes e Ferrari, inclusive, cancelaram as atividades de mídia em função das circunstâncias. Lewis Hamilton chegou a interromper a entrevista que dava no momento do acidente.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte: GLOBO ESPORTE
Anunciante

esporte

Ítalo Ferreira é campeão nos Jogos Mundiais de Surfe, no Japão

Brasileiro quase perde o torneio ao ser furtado durante viagem de ida

Publicado em

O potiguar Ítalo Ferreira, número seis do mundo, se sagrou campeão e conquistou o ouro de forma histórica. Na madrugada deste domingo, ele cravou nota dez após uma manobra aérea incrível na praia de Kisakihama, em Miyazaki, alcançando o melhor somatório da final (17,77).

O norte-americano Kolohe Andino, ficou com a prata (17,06), e outro brasileiro, o bicampeão mundial Gabriel Medina, somou 14,53 e foi bronze.  Já o líder do ranking mundial, o paulista Filipe Toledo, abandonou a competição por recomendação médica, devido a dores nas costas.

O inusitado é que por pouco, Ítalo Ferreira não perdeu a chance de disputar os Jogos Mundiais de Surfe, organizados pela Associação Internacional de Surfe (ISA), etapa obrigatória para os surfistas que buscam garantir uma vaga na Olimpíada de Tóquio ano que vem.

Na véspera da viagem para o Japão, na última terça-feira (10), ìtalo teve o carro furtado, e dentro dele estava o passaporte.

O brasileiro precisou tirar um passaporte de emergência, e assim conseguiu embarcar às pressas para o Japão. Só conseguiu chegar à praia de Kisakihama, quando faltavam nove minutos para o término da sua bateria.

Com uma prancha emprestada pelo compatriota Filipe Toledo, Ítalo Ferreira caiu no mar e avançou à fase seguinte, a um minuto do final da bateria, quando surfou uma onda de esquerda: conseguiu  8,33, a melhor nota da bateria.

O caminho de Ítalo até o garantir o ouro nas ondas de Kisakihama ainda teve outro revés: na semifinal, o potiguar caiu para repescagem, ao enfrentar um trio da pesada: o compatriota Gabriel Medina, e os norte-americanos Kelly Slater – multicampeão mundial – e Kolohe Andino.

Mas o roteiro do brasileiro rumo ao ouro parecia estar escrito: após superar Kelly Slater na última de várias repescagens, o brasileiro foi para a final. E brilhou,: obteve nota dez após uma apresentação de gala, com direito a um aéreo.

Além da medalha de ouro na categoria masculina, o Brasil também fez bonito na disputa feminina, com a cerarense Silvana Lima, o vice-campeã.  A competição feminina ocorreu antes da etapa masculina.

Os Jogos Mundiais promovidos pela ISA são qualificatórios para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Apenas dois surfistas de cada país poderão competir ano que vem, na estreia da modalidade na Olimpíada de Tóquio.

Entre os critérios de classificação está o ranking da World Surf League (WSL): os dez melhores, entre os homens, e as oito melhores entre as mulheres, estão com as vagas asseguradas em Tóquio. A última chanece de pontuar será na segunda edição dos Jogos Mundiais de Surfe da ISA , no ano que vem.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

futebol

São Paulo e CSA empatam no Morumbi pelo Brasileirão

Publicado em

Tudo igual no duelo que fechou a 19ª rodada do Brasileirão. Neste domingo (15), São Paulo e CSA-AL empataram em 1 a 1 no Morumbi. Bustamante abriu o placar para a equipe alagoana.

Reinaldo fez o gol tricolor e decretou a igualdade.  O resultado deixa a equipe paulista na sexta colocação, com 32 pontos. O Azulão segue na 18ª posição, com 16. Confira como está a classificação do Brasileirão!

O primeiro tempo terminou com o São Paulo chutando 17 vezes ao gol contra quatro do CSA-AL. Mas o placar não foi alterado no Morumbi.

O Tricolor até pressionou, mas esbarrou nas boas defesas do goleiro Jordi. No último lance do período, Daniel Alves e Antony protagonizaram belo lance. Mas, na hora da finalização, o atacante tricolor chutou em cima de Jordi.

Mas o Azulão surpreendeu logo no início da etapa final, e pulou na frente logo aos nove minutos. Dentro da área, Naldo aproveitou sobra de Alecsandro, que ajeitou na medida para Bustamante, livre de marcação, abrir o placar.

O Tricolor quase empatou aos 27, quando Hernanes recebeu na esquerda, cortou o marcador e chutou forte com a perna direita. A bola passou perto do gol alagoano.

Acontece que o Soberano foi aguerrido, e achou o empate. Na marca dos 41, Daniel Alves cruzou na área, Bruno Albes cabeceou para o meio. Feito um raio, Reinaldo chegou de carrinho e completou para o fundo das redes.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Campeonato

Palmeiras vence o Cruzeiro e sobe para a vice-liderança do Brasileirão

Publicado em

O Palmeiras é o novo vice-líder do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado (14), o Verdão recebeu o Cruzeiro no Allianz Parque e venceu por 1 a 0, com gol de Bruno Henrique, em duelo válido pela 19ª rodada.

O resultado deixa a equipe paulista na segunda colocação, com 39 pontos. Já o time de Belo Horizonte aparece em 16º, com 18.

Foram mais finalizações para o Cruzeiro (6 a 5) e mais posse de bola para o Palmeiras (62% a 38%). Mas quem se deu bem na etapa inicial foi o time da casa.

No entanto, foi a Raposa que começou melhor, quase abrindo o marcador com Pedro Rocha e David. Mas Weverton salvou o Verdão que, por sua vez, reagiu.

Ficando mais tempo com a posse de bola, Bruno Henrique aproveitou sobra e mandou no canto direito de Fábio para abrir o placar aos 45 minutos de jogo.

A etapa final foi um pouco menos movimentada. É bem verdade que o Verdão poderia ter ampliado em pelo menos três oportunidades, com Dudu, Felipe Melo e Gustavo Scarpa.

Na última, o goleiro Fábio fez grande defesa. No decorrer do embate, o Alviverde controlou as ações e faturou o triunfo em casa.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81