CONECTE CONOSCO

flagrante

Dupla envolvida em tentativa de homicídio é presa com 7 kg de maconha em Araçatuba

Alan Patrick e Gerson Garcia, o Barriga, estavam sendo procurados após tentativa de assassinato ocorrida em julho

Publicado em

Tabletes de maconha apreendidos pela Força Tática; no detalhe, Alan Patrick e Gerson Garcia, o Barriga


Dois homens procurados pela Justiça por envolvimento em uma tentativa de homicídio ocorrida em julho, em Araçatuba, foram presos com 7,4 quilos de maconha, na madrugada desta quarta-feira (18), no bairro Morada dos Nobres, periferia da cidade.

Um deles, identificado como Alan Patrick da Silva é apontado como um dos chefes do tráfico naquela região do município. O outro preso trata-se de Gerson Garcia Neto, conhecido como Barriga.

A Justiça havia decretado a prisão preventiva dos dois acusados pela tentativa de assassinato contra o comerciante Lucas Silva Garcia, 24 anos, ocorrida em 18 de julho na Rua Bolívia, no Jardim Presidente, também em Araçatuba.

Na ocasião, a vítima foi atingida por dois tiros. A polícia contatou que Alan Patrick e Gerson Garcia eram os autores do crime. Lucas foi socorrido, passou alguns dias internado e recebeu alta.

Na madrugada de hoje, policiais militares da Força Tática receberam uma denúncia informando que os envolvidos no crime estavam em uma casa na Rua Lions Clube.

Ao entrar no imóvel, os policiais detiveram os procurados e encontraram 18 tabletes de maconha, que pesaram 7,4 quilos; 12 pinos de cocaína; uma porção de 16 gramas da mesma droga; balança de precisão; três rolos de plástico filme, usados para embalo de entorpecentes e uma faca com resquício de maconha.

A polícia acredita que a droga seria distribuída em pontos de venda, as chamadas biqueiras, localizadas nos bairros Claudionor Cinti, Lago Azul e Morada dos Nobres, área de atuação de Alan Patrick.

A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas no plantão policial de Araçatuba. Eles seriam encaminhados para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Nova Independência ainda nesta quarta-feira.

Os dois deverão ser julgados pela tentativa de homicídio. Se condenados poderão pegar até 30 anos de prisão.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante

Pedofilia

Justiça mantém preso professor de religião suspeito de estupro no interior de SP

Publicado em

A Justiça decretou a prisão preventiva do professor de religião Marcos Bueno Ribeiro, de 41 anos. Ele é suspeito de abusar sexualmente de nove crianças em Amparo (SP). As informações são do G1.

Marcos trabalhava com a evangelização de crianças e adolescentes na 1ª Igreja Batista de Amparo. Depois de as denúncias virem à tona, nove vítimas o identificaram como o autor dos crimes.

O professor estava preso temporariamente desde 20 de setembro – o prazo para ficar detido acabaria nesse sábado (19). Ele responde pelo crime de estupro de vulnerável.

O suspeito começou a trabalhar na igreja em 2002, mas teria iniciado os abusos nos últimos três anos. As vítimas eram meninas de 8 a 12 anos de idade, pois, segundo ele, não entendiam o que estava ocorrendo.

À polícia, o professor contou que os crimes ocorriam “sempre que tinha a oportunidade de ficar sozinho” com as meninas, contou a delegada Leise Silva Neves.

“Ele disse que abusava dessas crianças porque elas não tinham conhecimento, então elas não iriam delatar às famílias o que ele fez”, completou.

Marcos Ribeiro está em uma unidade prisional de Sorocaba (SP), onde ficam condenados e suspeitos de crimes sexuais enviados pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Urgente

Morre rapaz de 18 anos baleado no peito e na cabeça em Araçatuba

Publicado em

PM no local do crime, na rua Emília Santos, em Araçatuba (Foto: Silvio Romeiro/ Araçatuba Acontece)

Leonardo Henrique Silva Daora, o Leozinho, 18 anos, morreu na Santa Casa de Araçatuba, na tarde deste domingo (20). Ele havia sido baleado horas antes no bairro Rosele. A polícia procura envolvidos no homicídio. O crime ocorreu na Rua Emília Santos, na calçada da casa da vítima.

De acordo com as primeiras informações, o jovem teria sido atingido por pelo menos cinco tiros, no peito e a cabeça. O atirador chegou em uma moto e estava de capacete.

A vítima estava no quintal de casa mexendo em uma motocicleta. O acusado perguntou a um parente onde estava o Leonardo.

Ao ver o atirado, a vítima saiu correndo para fora de casa e foi baleada na calçada. Após atirar contra a vítima, fugiu em alta velocidade.

Mesmo ferido, o rapaz saiu correndo e tentou se abrigar na casa de um vizinho, onde caiu. Ele foi socorrido em estado gravíssimo pela viatura de resgate do Corpo de Bombeiros. O óbito foi constatado na Santa Casa.

Segundo o que foi apurado no local, uma das hipóteses é acerto de contas do tráfico. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.

DENÚNCIA

Informações sobre envolvidos no crime podem ser passadas à polícia por meio dos telefones 190 e 197. O denunciante não precisa se identificar.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81