CONECTE CONOSCO

DOENÇA

Surto de sarampo: tire as principais dúvidas sobre a doença

A doença circula no país desde dezembro de 2017: vírus não era registrado desde 2015 e ressurgiu dois anos depois

Publicado em



No último balanço apresentado pelo Ministério da Saúde, o Brasil registou, entre os dias 5 de maio e 3 de agosto, 907 casos confirmados de sarampo em três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A doença circula no país desde dezembro de 2017 e o ressurgimento do vírus, que não era registrado desde 2015, fez o país perder o Certificado de Eliminação do Sarampo, entregue pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

A doença é altamente contagiosa. Pode ser transmitida pela respiração, tosse ou espirro da pessoa contaminada. Para tirar dúvidas sobre o sarampo, a Agência Brasil entrevistou diretor do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Júlio Croda.

Quais são os principais sintomas do sarampo?
Os principais sintomas são febre e pele avermelhada, conhecida como exantema. Também podem ser apresentados coriza e conjuntivite.

O contágio da doença é fácil?
É muito fácil. O sarampo é uma doença transmitida pelo ar, por gotículas e é o que apresenta a maior transmissibilidade das doenças transmitidas pelo ar. Uma pessoa infectada pode transmitir a doença para 15 a 20 pessoas em um mesmo ambiente.

Existe risco de morte?
Existe para alguns grupos populacionais especiais, principalmente crianças desnutridas, imunossuprimidos e crianças abaixo de um ano.

Como a doença pode ser detectada?
A doença geralmente é detectada através dos sinais e sintomas clínicos. Também existe o exame laboratorial que pode confirmar a doença.

Quais são os locais no Brasil com maior incidência da doença?
Atualmente nós temos três estados com casos notificados e confirmados. São Paulo concentra 90% dos casos. A gente tem um caso na Bahia e cinco casos no Riode Janeiro.

A vacinação do sarampo faz parte do calendário nacional de vacinação?
A vacinação faz parte do calendário nacional. Ela é dada dos 12 aos 15 meses. Toda a população entre um ano e 49 anos deve ter duas doses no seu cartão vacinal. Importante ressaltar que os profissionais de saúde devem tomar essas duas doses. Eles fazem atendimento à população e isso evita a infecção e adoecimento desses profissionais.

A vacina é segura?
A vacina é muito segura. Essa vacina tem décadas de uso, uma dose protege 93% e duas doses têm uma eficácia de 97%.

Quem pode vacinar?
Quem pode vacinar são crianças a partir de 12 meses até 49 anos de idade. Todos devem ter, idealmente, uma dose entre um ano e 29 anos e tomar a segunda dose entre 30 e 49 anos.
Atualmente, por conta do aumento do número de casos, nós estamos recomendando que crianças de seis meses a um ano que residam em municípios onde há transmissão da doença tomem uma dose extra da vacina. Crianças da mesma idade que vão viajar para esses municípios também precisam de uma dose extra.

Existem medidas que as pessoas podem tomar para evitar a doença?
As principais medidas para a prevenção são lavagem de mãos adequadamente, proteger o espirro com a mão e evitar locais aglomerados. O paciente que for diagnosticado com a doença deve ficar em seu domicílio. Essa medida é chamada de isolamento domiciliar, e evita que outras pessoas da comunidade sejam infectadas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

tratamento

Cantor Jorge Aragão é internado em UTI cardiológica

Publicado em

O cantor Jorge Aragão, de 69 anos, foi internado no início da madrugada desta sexta-feira (23/08/2019) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) cardiológica do Hospital Unimed Barra, no Rio de Janeiro, segundo a colunista Fábia Oliveira.

De acordo com a jornalista, o cantor foi internado com sintomas de um AVC. Apesar do empresário de Jorge Aragão ter negado a informação e dito que o artista deu entrada na unidade hospitalar apenas por um indigestão e que já estava em casa, foi confirmado que ele segue internado.

O hospital confirmou que Aragão deu entrada de madrugada acompanhado da mulher e ainda está na UTI. Há uma semana, o cantor passou por um cateterismo seguido de angioplastia.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Desabafo

Bumbum dá mais audiência do que música, reclama Luísa Sonza

Publicado em

Luísa Sonza resolveu usar suas redes sociais para fazer um desabafo. Ela reclamou que as pessoas tem reparado mais em seu corpo do que em suas músicas. Nos Stories, a cantora pede que seus seguidores ouçam o disco Pandora, que foi lançado em junho deste ano.

“Eu faço um álbum inteiro, vou do gospel ao R&B, ao pop, ao funk, ao brega funk… [a música] ‘Eliane’ é totalmente diferente da ‘Fazendo Assim’ é uma música quase religiosa, com a minha mãe e a minha avó. Tem um milhão de views. Agora coloca um c*: 30 milhões de views”, afirmou.

“Eu levei nove meses para fazer esse álbum diversificado, todas as músicas diferentes, tudo com conceito diferente, uma história para cada música. Aí vem você e diz, ‘as músicas da Luísa são todas iguais’. Ah, não!”, prosseguiu a cantora em seu desabafo.

“Vocês que criticam são viciados em bunda, amam ver uma bunda, amam criticar uma bunda, tentam diminuir uma pessoa por causa da bunda. Mas é só colocar uma bunda na frente que a galera hipnotiza. (…) Pode lançar um clipe com a mãe e a avó que vocês só vão ver bunda”, seguiu.

“Não vamos focar tanto na bunda que a gente consegue se conhecer melhor. Tenho certeza de que vocês vão gostar de uma música ao menos”, finalizou Sonza.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

intimidade

Entenda por qual motivo (bizarro) o sexo oral pode matar

Muitas mulheres adoram receber sexo oral do seu parceiro. Mas sim, leu bem… em casos raros a prática pode ser fatal

Publicado em

Há quem não aprecie fazer sexo oral e outras reclamam dos homens que não sabem ou se negam fazê-lo. Porém, o que poucos sabem é que o sexo oral pode ser letal.

Lindsey Doe, médica e sexóloga, explica, no seu canal do YouTube, que o sexo oral pode em casos mais extremos ser perigoso e fatal para as mulheres…

Segundo a especialista, durante a relação, a prática pode resultar na ocorrência de uma embolia.

De acordo com Doe, tudo depende da posição em que é realizado o sexo oral. O ar introduzido na vagina pode não sair e provocar uma embolia gasosa – quando o ar vai para corrente sanguínea e gera bolhas que obstruem os vasos.

Cenário esse que pode matar uma pessoa em cerca de 30 minutos. Há agravantes se a mulher sofrer de patologias cardíacas ou pulmonares. Os principais sintomas incluem dores no peito, falta de ar, tonturas e até desmaio.

Já sabe desfrute… mas com cautela!

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81