CONECTE CONOSCO

TRÂNSITO

Rua dos Fundadores é recordista de acidentes de trânsito em Araçatuba

Publicado em

Via ganhou placas educativas, nesta quarta-feira, para alertar os motoristas sobre o risco de acidentes


A Rua dos Fundadores é a campeã de acidentes de trânsito em Araçatuba, segundo levantamento divulgado pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana. Das 701 ocorrências registradas de janeiro a junho deste ano, 20 foram naquela via, incluindo o trecho abrangido pela Avenida dos Araçás. O número é 17,64% maior do que o do mesmo período do ano passado, quando foram registrados 17 acidentes naquele local.

Para alertar os motoristas, placas educativas foram instaladas nas duas vias, na manhã desta quarta-feira (14). Elas têm os dizeres: “Atenção, alto índice de acidentes”. O objetivo é sensibilizar os condutores de veículos para que transitem com mais atenção e colaborem para a redução de acidentes.

A violência no trânsito da Fundadores levou, inclusive, moradores do bairro Santa Luzia a realizarem um protesto, no mês de junho, pedindo a adoção de medidas pela Prefeitura para tornar a via mais segura.

Dias antes da manifestação, o aposentado Juarez Silveira da Silva, 68 anos, morreu após ser atropelado no local. O autor do atropelamento, um idoso da mesma idade que a vítima, disse que não teve tempo para frear e evitar o acidente.

O morador do Santa Luzia, o policial militar aposentado Jacques Pétia, disse que a instalação de placas no local não vai resolver o problema de insegurança da via. Ele, que encabeçou o protesto, afirma que muitos motoristas abusam do limite de velocidade, que é de 60 km/h.

“Naquele trecho, próximo ao supermercado e à academia, a Prefeitura precisa abrir o acesso para facilitar o fluxo de veículos, colocar um semáforo e uma lombada. Só as placas não resolvem”, opinou. Pétia disse já ter perdido as contas de quantos acidentes presenciou na Fundadores.

Recentemente, a Prefeitura disse que deverá instalar radares e semáforos na via, mas aguarda o processo licitatório. O município informou, ainda, que está realizando estudos para definir o que será feito para reduzir o risco de acidentes.

NÚMEROS

Além da Fundadores, que registrou 20 acidentes de trânsito entre janeiro e julho de 2019, as vias com maior número de ocorrências foram a avenida Joaquim Pompeu de Toledo, Rua do Fico e Avenida João Arruda Brasil, todas com 17 acidentes de trânsito cada. No período, em toda a cidade, foram 701 acidentes.

Já entre janeiro e julho de 2018, a Mobilidade registrou 718 acidentes, sendo que a via recordista foi a rua do Fico, com 24 acidentes, seguida pela Rua dos Fundadores (no trecho que abrange a Avenida dos Araçás), com 17 acidentes, e pela Avenida Joaquim Pompeu de Toledo, com 16 acidentes.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

Interior de SP

Contra supertouros, peões disputam prêmio de R$ 280 mil em Barretos

Publicado em

Divulgação

BARRETOS, SP (FOLHAPRESS) – Eles são adversários, mas um deles precisa muito do outro para conseguir vencer. Peões em busca do prêmio de R$ 280 mil na fase internacional da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos têm de derrotar os touros nas montarias, mas dependem da boa performance dos animais para terem boas notas.

O Barretos International Rodeo, que teve início na noite desta quinta-feira (22) no Parque do Peão de Barretos (a 423 km de São Paulo), reúne até domingo (25) 47 peões brasileiros e canadenses em busca da consagração na maior arena de rodeios do país.

Um touro que pule muito e tenha forte desempenho na arena é importante para o peão nas provas, já que ambos são avaliados pelos juízes. A nota da montaria vai de 0 a 100 e é atribuída ao desempenho do peão e do touro.

Cada um é avaliado entre 0 e 50 pontos, desde que a montaria atinja o tempo estabelecido de 8 segundos -se o peão cair antes, a nota é zero. Na noite de abertura, quatro peões conseguiram notas acima de 90 pontos, consideradas excelentes.

Entre os animais estão touros da Cia 2M, do tropeiro Marcondes Maia, 45, que preparou dez animais para a etapa internacional.

São touros que recebem ração balanceada, suplementação nutricional e têm veterinários em tempo integral. Chegam a pesar mais de uma tonelada.

“Como toda atividade no campo, o manejo é essencial, é o que permite que o touro tenha um bom desenvolvimento”, afirmou Maia. Sua propriedade rural tem um laboratório para a realização de exames preliminares nos touros e pequenas cirurgias.

O custo mensal de manutenção de um touro pode chegar a R$ 3.000, dependendo do porte físico do animal.
Campeão em 1999, quando faturou US$ 20 mil (R$ 81 mil, ao câmbio desta sexta), o ex-peão Neyliowan Tomazeli, 41, disse que Barretos é uma vitrine e que o campeão marca seu nome para sempre na história dos rodeios no país.

“Todos miram isso. Claro que querem ganhar sempre, mas vencer em Barretos o eterniza”, disse ele, que investiu os mais de 40 títulos na carreira em duas fazendas de gado de leite.

Em 26 edições da etapa internacional já disputadas, os brasileiros têm hegemonia absoluta: venceram 26, ante 1 vitória de um peão dos EUA, Ted Wad Flora, em 2012.

Além de o total de competidores do país ser maior, peões e tropeiros afirmam que isso se deve também à forma de pular dos touros brasileiros em relação aos norte-americanos -o brasileiro muda mais o lado do pulo durante a montaria, por exemplo.

A internacionalização não atinge só o rodeio profissional. No rodeio júnior, destinado a peões de até 17 anos, há também um competidor dos EUA.

PROVAS

O rodeio internacional é um dos seis eventos com montarias em touros disputados desde o último dia 15 em Barretos.

No primeiro final de semana, Mato Grosso venceu o rodeio interestadual e garantiu vaga aos cinco peões da equipe na fase internacional.

Entre os dias 19 e 21, foi realizada a semifinal da LNR (Liga Nacional de Rodeio), que classificou dez competidores para a final, neste sábado.

“O nível das montarias está muito forte. O intercâmbio feito com entidades como a PRCA [Professional Rodeo Cowboys Association, dos EUA] permite o aprimoramento dos peões”, afirmou Marcos Abud, diretor de rodeios da Festa do Peão.

Neste final de semana ainda estão sendo disputados o rodeio júnior, as finais do campeonato da CNAR (Confederação Nacional de Rodeio).

A premiação total será de cerca de R$ 1 milhão, somadas todas as modalidades em disputa -incluindo as provas em cavalos, como três tambores e team penning.

Prova genuinamente nacional, a montaria em cavalos (chamada de cutiano), que originou as festas de peão, dará ao seu campeão um veículo de R$ 80 mil. O prêmio do campeão em touros, de R$ 280 mil, é uma camionete neste valor.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Arte e Cultura

Espetáculo “Histórias da Mata” promove consciência ambiental em Araçatuba

Publicado em

O espetáculo “Histórias da Mata”, realizado pelo grupo Lugar de Ser Qualquer, é mais uma atração cultural em Araçatuba neste mês de agosto. Seu objetivo é mostrar a biodiversidade brasileira, por meio das lendas da Floresta Amazônica.

A história se passa com o Macaco Caco, personagem que deixa o Cerrado brasileiro devido a uma onda enorme de lama. Quando chega ao litoral, ele acaba conhecendo Dona Onça Feroz. Para fugir de suas garras, Caco prega várias peças nela até fugir para o Pantanal, enquanto Dona Onça procura-o em todos os lugares. Nesse percurso, além das lendas da Floresta Amazônica, a trupe também mostra o colorido da Caatinga e de outros biomas.

Há seis anos o grupo Lugar de Ser Qualquer desenvolve seu trabalho em Araçatuba. Além de possibilitar a ocupação de vários lugares e espaços pela arte teatral, descentralizando ações culturais, a equipe também valoriza a cultura popular, trabalhando de forma ética e humana, com críticas necessárias e pertinentes ao mundo atual.

O evento terá quatro dias de apresentações, sendo dia 24/8, às 16h, na Praça Getúlio Vargas; dia 25/8, às 16h, no Zoológico Municipal Dr. Flávio Leite Ribeiro; dia 28/8, às 9h30, na Praça Bezerra de Menezes e, às 14h30, na Praça Carlos Soares de Castro (Praça da Fumaça); e dia 31/8, às 15h, na Estação Cidadania.

O projeto é financiado pelo Edital nº 01/2019 do PROAC Municípios, programa de apoio a projetos de formação, preservação e fomento cultural.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Araçatuba

Família é tema da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência

Publicado em

 A Associação de Amparo ao Excepcional Ritinha Prates, de Araçatuba (SP), vai realizar entre os dias 26 e 30 de agosto, atividades relativas à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência.

O evento é voltado para familiares dos usuários atendidos pela entidade e também para colaboradores. O objetivo é proporcionar a interação das pessoas com deficiência e suas famílias, além de promover a participação efetiva dos familiares na rotina diária e em diferentes atrações.

Neste ano, o tema da semana é “Família e Pessoa com Deficiência – Protagonistas na Implementação de Políticas Públicas”, como explica a presidente da associação, Maria Aparecida Nascimento Xavier (Cida). “O objetivo é expor para a sociedade a importância da inclusão dos nossos usuários, e mostrar que eles têm os mesmos direitos de qualquer outro cidadão”.

Com a semana, a instituição também tem o objetivo de proporcionar aos usuários a interação com os familiares. Ainda de acordo com Cida, o papel da família na inclusão da PCD na sociedade é de fundamental importância.

“A família é a porta para o processo de inclusão social, por isso essa semana de conscientização é importante não apenas para os colaboradores da associação, mas para os pais e familiares dos usuários também. Eles precisam ser os primeiros a quebrar a barreira do preconceito”, conclui.

Segundo o último Censo, realizado em 2010 pelo IBGE, o Brasil possui mais de 45,6 milhões de pessoas com alguma deficiência. Isso equivale a quase um quarto da população brasileira (23,9%). Nesse total, a deficiência mental ou intelectual foi declarada por mais de 2,6 milhões de brasileiros.

“Estamos falando de algo que impacta a vida de uma imensidão de cidadãos, cuja abordagem deve ser tratada por meio de políticas públicas, pois afeta pessoas de todas as escolaridades, independentemente de sexo, raça, religião ou nível social”, ressalta Cida.

“Apesar das conquistas e evoluções, ainda há muito o que ser feito e alcançado, com movimentos que visem a garantia dos direitos”, relembra. Segundo a diretoria da Associação, as atividades são uma maneira de reafirmar que os PCDs são pessoas que merecem a atenção da população e do poder público.

“Essas ações (da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência) são importantes para mostrarmos que eles têm sentimentos, como qualquer um de nós, e que gostam de momentos de diversão e de alegria”, afirma.

Programação e lei

 Os cinco dias de atividades na Ritinha Prates incluem culinária, lazer e entretenimento.

Confira:

– 26/08: Culinária afetiva, para pais e filhos;

– 27 e 28/08: Cama elástica e algodão doce;

– 29/08: Festa em comemoração aos aniversariantes do mês;

– 30/08: Cinema em família.

No Brasil, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla é celebrada entre os dias 21 a 28 de agosto.

O período foi instituído em 2017, quando foi sancionada a Lei 13.585, e é dedicado ao debate para colocar a sociedade em reflexão no dever da igualdade para a inclusão social.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81