CONECTE CONOSCO

investigação

PF prende mais dois acusados na Operação #TudoNosso

Presos em operação da PF passam por audiência de custódia, mas continuam detidos

Publicado em

Reprodução/ SBT Interior


Os 13 presos pela Polícia Federal nesta terça-feira (13), durante a Operação #TudoNosso, em Araçatuba, Itatiba e Jundiaí, passaram por audiência de custódia, mas continuaram detidos.

De acordo com informações da Polícia Federal, 15 mandados de prisão foram expedidos, mas duas pessoas não foram até ontem (13). Nesta quarta-feira (14), um deles foi preso em Bauru (SP) e o outro se apresentou na sede da PF, em Araçatuba.​​

A PF informou que Chinelo foi preso em um condomínio de luxo em Itatiba junto do filho e os dois estão em cadeias da região de Campinas (SP), mas serão transferidos para Araçatuba, pois já foram ouvidos pela PF.

“Os mandados são de prisão temporária de cinco dias prorrogáveis por mais cinco dias”, finalizou a PF.

A AÇÃO

A operação desmantelou uma organização criminosa que, segundo a PF, envolvia um esquema fraudulento em contratos que envolvem serviços prestados para as secretarias de Educação e Assistência Social da Prefeitura de Araçatuba.

Segundo a PF, os contratos somam cerca de R$ 15 milhões e o grupo investigado recebia uma mensalidade de R$ 120 mil pelas próprias empresas contratadas por conta dos contratos superfaturados.​

Há indícios, ainda, de serviços feitos pela metade por essas empresas contratadas.​ As investigações da PF começaram há cerca de dois anos​.​ As informações são do SBT Interior.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998