Oi, o que você está procurando?

INVESTIGAÇÃO

Internauta flagra retirada de documentos da Prefeitura de Araçatuba e vídeo viraliza

Horas após o cumprimento de mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Araçatuba, na manhã desta terça-feira (13), uma internauta flagrou a retirada de documentos pela janela do Paço Municipal. O vídeo, que viralizou na rede, mostra funcionários retirando os documentos em caixas de papelão e colocando em um veículo utilitário do município estacionado em frente à Prefeitura.

As imagens causaram revolta nos participantes dos grupos de Whatsapp e das páginas do Facebook. A maioria desconfiava de que tratava-se de ocultação de provas, pelo fato de a ação ter sido realizada logo após a Operação “#TudoNosso”, da Polícia Federal, que investiga desvio de verbas públicas da Prefeitura por um grupo chefiado pelo sindicalista José Avelino Pereira, o Chinelo, 64 anos.

Empresas ligadas a Chinelo possuem contratos suspeitos de serem fraudulentos com a Prefeitura de Araçatuba, no valor de R$ 15 milhões, nos últimos dois anos. O desvio, segundo a PF, era de R$ 120 mil mensais, valor que pode ser ainda maior, porque a polícia ainda não analisou todos os contratos.

Chinelo, que é coordenador regional do PSB, é um líder político que deu sustentação à eleição de Dilador Borges (PSDB) e Edna Flor (Cidadania), em 2016. Segundo a PF, ele nomeou vários servidores para cargos comissionados que o ajudaram a fraudar licitações e facilitar os supostos contratos fraudulentos.

Anunciante

Em nota, a Prefeitura disse que estava prevista para esta terça-feira a transferência de arquivo morto (processos judiciais e não licitatórios) para o galpão de arquivos localizado na Rua Rangel Pestana.

Veja a nota da Prefeitura na íntegra:

“A Prefeitura comunica que o expediente está sendo realizado normalmente no Paço Municipal. Por isso, todas as atividades previstas continuam em andamento. Entre elas, estava prevista para esta terça-feira (13/8) a transferência de arquivo morto para o galpão de arquivos que fica na Rua Rangel Pestana (antiga SOSP). Faz-se necessário ressaltar que os arquivos levados são processos judiciais, e não licitatórios, pois estes permanecem na Secretaria de Administração. Ademais, todos os documentos públicos estão disponíveis para consulta, sejam no Paço ou no local de arquivamento.”

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H






Anunciante
Anunciante
Anunciante