Connect with us

DRAMA

Família que perdeu tudo em incêndio precisa de doações

Publicado

em

Incêndio começou por volta das 20h deste domingo (11), destruindo toda a casa e os pertences de Luana e de suas duas filhas


A cuidadora Luana Aparecida de Queiroz, 34 anos, precisa de ajuda para retomar a vida, após um incêndio destruir a sua residência e todos os seus pertences, na noite deste domingo (11), no bairro Santa Luzia, em Araçatuba.

O fogo começou por volta das 20h, após um curto-circuito na fiação da casa, que tem mais de 50 anos e pertencia à avó da cuidadora, falecida há quatro anos. Luana morava no local com as filhas, Ítala, 15, e Lorena, 5.

As chamas consumiram tudo, por isso Luana precisa de ajuda, com a doação de materiais de construção, como areia, telha, bloco, caibro, frio, dentre outros, além de uma caçamba para retirar os resíduos deixados pelo incêndio.

O fogo também destruiu os eletroeletrônicos (televisor, geladeira, micro-ondas), além do fogão, estante, camas, roupas, sapatos e mantimentos. “Somos pobres, não temos como comprar tudo de novo, de uma só vez, por isso toda a ajuda é bem-vinda”, afirma Luana, que perdeu até o celular entre as chamas.

CÃOZINHO

Outra preocupação da família é com o cãozinho Bob, um poodle preto que está desaparecido. Luana não sabe se ele morreu queimado ou se fugiu, assustado com o fogo. “Estamos desesperadas, não sabemos ao certo o que aconteceu com ele”, disse.

As únicas coisas que se salvaram, segundo ela, foram os documentos, que ficaram intactos dentro do armário da cozinha, graças à rapidez dos bombeiros, e a sua moto, que estava do lado de fora da casa.

COMO FOI

Luana conta que ela e as filhas estavam na rua conversando em frente à casa, quando sentiram cheiro de fio queimado. A filha mais velha entrou para pegar o celular da irmã e se deparou com a sala incendiada.

Leia também:   Idoso internado se emociona ao receber visita do cachorro de estimação

Segundo Luana, ela sabia da precariedade da fiação elétrica e já havia consultado um eletricista. “Meu chuveiro estava queimando direto, eu precisava colocar dois disjuntores e reformar toda a parte elétrica”, contou. Para isso, ela estava juntando um dinheirinho e se programava para a reforma no final do ano.

DOAÇÕES

Pela internet, o vizinho da cuidadora, o policial aposentado Jacques Pétia, iniciou uma campanha para ajudar a amiga. Toda colaboração é bem-vinda.

As doações para Luana e suas filhas podem ser feitas por meio dos celulares (18) 991033857 e (18) 99721-1936.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
108