CONECTE CONOSCO

pódio

Brasil supera seu recorde de medalhas em Jogos Pan-Americanos

Publicado em



LIMA, PERU (FOLHAPRESS) – A um dia do fim dos Jogos Pan-Americanos de Lima, o Brasil garantiu sua melhor campanha na história do evento.

Com 52 ouros e 158 láureas confirmadas até a conclusão desta edição, superou o desempenho da edição de 2007, quando o Rio de Janeiro sediou a competição (foram 52 ouros e 157 no total).

Assim, voltará a terminar os Jogos na segunda posição da classificação geral, algo que não acontecia desde 1963, quando São Paulo recebeu o Pan.

Há quatro anos, em Toronto, foram 42 ouros e 141 medalhas brasileiras no total. Ao mesmo tempo em que melhorou sua performance neste ciclo, o Brasil viu rivais diretos pela vice-liderança, Cuba e Canadá, em ritmo mais lento. Já o México surpreendeu e pode terminar em terceiro lugar, após ficar em sexto na edição anterior.

Uma comparação absoluta entre edições é limitada porque o número de medalhas em disputa varia de uma para outra. Lima-2019, por exemplo, tem mais provas do que Toronto-2015.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) não colocou como meta no Peru uma colocação no quadro ou um número específico de pódios, algo que havia feito na Olimpíada do Rio-2016. Na ocasião, falhou ao não terminar entre os dez primeiros colocados no número total de medalhas.

O objetivo principal em Lima era garantir vagas em Tóquio-2020, algo alcançado até agora pelo handebol feminino, Hugo Calderano no tênis de mesa, João Menezes no tênis, Maira Iêda Guimarães no pentatlo moderno, além das três por equipes que estavam em jogo no hipismo e uma na vela, com Marco Grael e Gabriel Borges.

Outra meta, a de que algumas modalidades consideradas chave evoluíssem na comparação com os Jogos anteriores, foi cumprida por ginástica artística e atletismo, entre outras.

Na ginástica, puxado pelo bom desempenho dos homens, o país saltou de 5 medalhas para 11, 4 delas de ouro. Já no atletismo, além do aumento geral de 13 para 16, o principal diferencial foi o crescimento no número de ouros: de 2 para 6.

“Nesse tipo de evento é preciso confirmar os favoritos. Tivemos poucos que não confirmaram aqui e algumas surpresas positivas. Está sendo um bom momento, mas temos que ter o pé no chão e trabalhar muito. Tem um ano para corrigir o que não está certo e melhorar o que pode melhorar. Não tem nada garantido”, afirmou o diretor de esportes do COB, Jorge Bichara, em referência à Olimpíada de Tóquio-2020.

Entre os favoritos que não cumpriram as expectativas de ouro estão o ginasta Arthur Zanetti, prata nas argolas após errar um movimento na sua apresentação, a seleção masculina de handebol, derrotada nas semifinais pelo Chile, e a dupla da canoagem Isaquias Queiroz e Erlon Souza.

Erlon teve um mal súbito na disputa do C2 1.000 m, e os brasileiros, medalhistas olímpicos há três anos, não conseguiram completar a prova.

Já entre as surpresas positivas do evento estão as quatro medalhas no triatlo, duas delas de ouro. Elas foram conquistadas logo nos primeiros dias do Pan e permitiram criar uma certa “gordura” para as eventuais decepções.

O melhor dia dos brasileiros no Pan foi a sexta (9), quando o país acumulou 27 medalhas, 10 delas douradas. Já neste sábado, apesar da marca histórica alcançada, alguns nomes cotados ao pódio falharam, como o campeão olímpico Thiago Braz (salto com vara) e Almir Cunha (salto triplo) no atletismo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte: Agência Brasil
Anunciante

Campeonato

Araçatuba realiza 9ª edição da Copa de Futsal sub-11

Publicado em

Na manhã desta sexta-feira (23), aconteceu a abertura da 9ª edição da Copa de Futsal da categoria sub-11 com times masculino e feminino, que engloba alunos de escolas da Rede Municipal, no Ginásio de Esportes Plácido Rocha.

A IX Copa de Futsal conta com 24 times do sexo masculino e 23 do feminino, o que dá aproximadamente, 700 atletas participantes e liderados pela técnica Silvana Requena (Cuca).

Também participaram do evento o prefeito de Araçatuba Dilador Borges; a vice prefeita Edna Flor; a secretária municipal de Educação, Silvana Sousa e Souza; o secretário municipal de Cultura e Esporte, Lazer e Recreação, Sergio Tumelero.

A competição acontece do dia 23/8 até 6/9 e serão premiados os quatro primeiros colocados, melhor goleiro e melhor jogador artilheiro de cada categoria.

O campeonato tem como objetivo dar oportunidades aos alunos para a vivência da prática esportiva, que proporciona saúde, desenvolvimento das qualidades motoras, criatividade, integração social e contribuir para a formação de cidadãos conscientes de seus direitos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

futebol

Corinthians e Fluminense empatam sem gols pela Sul-Americana

Publicado em

Ficou tudo igual entre Corinthians e Fluminense no jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, na noite desta quinta-feira, na Arena, em Itaquera.

Num jogo muito equilibrado, com poucas chances de gol, as equipes ficaram no 0 a 0. Agora, quem vencer o segundo jogo avança para a semifinal.

Em caso de empate com gols, o Timão passa para encarar o Independiente del Valle, do Equador.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã. Antes disso, o Corinthians entra em campo pelo Brasileiro, no domingo, fora de casa, às 19h, contra o Avaí.

O Fluminense não joga no fim de semana porque o jogo contra o Palmeiras foi adiado para o dia 10 de setembro.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

futebol

Palmeiras vence Grêmio fora e joga por empate para ir à semi da Libertadores

Publicado em

Foto (Site Oficial do Palmeiras)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Palmeiras venceu o Grêmio nesta terça (20), em Porto Alegre, por 1 a 0, e saiu em vantagem na disputa por vaga na semifinal Libertadores. A equipe paulista, agora, poderá jogar por um empate em casa.

O segundo duelo entre as equipes será na próxima terça (27), às 21h30, no estádio do Pacaembu. Em caso de vitória gremista pelo placar mínimo, haverá disputa por pênaltis.

Com formações espelhadas, ambos no esquema 4-3-3, Palmeiras e Grêmio tiveram dificuldades para fazer a bola rolar com velocidade no começo do primeiro embate. O excesso de erros de passes deixava o jogo truncado.

Em casa, o time gaúcho tomava mais iniciativa, mas era os contra-ataques palmeirenses que originavam os lances mais agudos.

Até os 30 minutos, no entanto, os goleiros pouco foram acionados até o momento em que Gustavo Scarpa sofreu uma falta, da intermediária. Era uma boa chance de mandar a bola para a área.

Marcos Rocha se posicionou para a cobrança e preferiu rolar curta para o próprio Scarpa. O meia soltou um chute indefensável. A bola ainda tocou no travessão antes de ir ao fundo da rede: 1 a 0.

Foi o sexto gol do camisa 14 na competição, da qual ele agora divide a artilharia com Marco Ruben (Athletico-PR) e Adrián Martínez (Libertad). Ele também é o goleador da equipe de Felipão na temporada, após balançar as redes dez vezes.

Antes do intervalo, o Grêmio ainda reclamou de dois supostos pênaltis -quando Alisson e Diogo Barbosa tiveram um encontrão dentro da área, e em um lance em que a bola bateu na mão de Luan. O árbitro esperou análise do VAR, e nenhuma infração foi apontada.

Na etapa final, Renato Gaúcho tentou mudar a forma de sua equipe jogar e colocou Tardelli no lugar de André. O Grêmio passou a ter mais presença de área e ampliou sua posse de bola (65% a 35%). Porém ainda pecava nos arremates.

Apesar de passar menos tempo com a bola, o Palmeiras demonstrava estar mais seguro na partida, pronto para buscar o segundo gol na primeira oportunidade clara para contra-atacar.

Aos 30 minutos, veio a primeira chance, quando Carlos Eduardo fez jogada pela direita, cruzou rasteiro, Dudu finalizou de primeira e acertou a trave de Paulo Victor.

Justamente quando a equipe alviverde ensaiava uma pressão, acabou perdendo um jogador. Felipe Melo cometeu dura falta em Luciano, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso aos 31 minutos.

Foi a segunda vez este ano que o volante deixou o Palmeiras com um a menos em campo. Na 14ª rodada do Brasileiro, ele também foi para chuveiro mais cedo ao levar cartão vermelho diante do Bahia.

Em desvantagem numérica, o time alviverde recuou completamente em Porto Alegre e, com todos os seus jogadores no campo de defesa, se concentrou em segurar a vitória pelo placar mínimo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
81